1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Indústria tabagista participa de campanha antifumo

As grandes empresas de tabaco vão participar na Alemanha, pela primeira vez, de um fundo preventivo para esclarecer crianças e adolescentes sobre os riscos do cigarro.

default

Riscos do fumo serão tema de campanha para jovens financiada pelos fabricantes de cigarros

O acordo assinado em Berlim, pela ministra da Saúde, Ulla Schmidt, e a indústria tabagista alemã custou um ano de negociações. As empresas de tabaco comprometem-se a contribuir nos próximos cinco anos com um total de 11,8 milhões de euros para um fundo de prevenção cujo objetivo é uma campanha de esclarecimento sobre os riscos do cigarro direcionada a crianças e adolescentes.

Para a ministra Schmidt, a criação do fundo deveria servir de exemplo para outros setores, como o das bebidas alcoólicas. Ainda este ano, as empresas tabagistas – entre as quais a Philip Morris, a British American Tobacco e a Reemtsma – vão pagar 1,6 milhão de euros e, em cada um dos próximos quatro anos, 2,55 milhões de euros.

As empresas não terão influência sobre o teor da campanha, que visará principalmente atingir as garotas. Mas consta que elas conseguiram estabelecer como condição que o ato de fumar em geral não seja condenado. "O tabaco é um estimulante para adultos. Não queremos que crianças e adolescentes fumem", afirma Thierry Paternot, presidente da Associação da Indústria Tabagista.

Cada vez mais cedo – Segundo a ministra da Saúde, na Alemanha morrem anualmente 100 mil pessoas em conseqüência do consumo de nicotina. E a garotada apela para o cigarro cada vez mais cedo: 30% dos adolescentes entre 14 e 15 anos já fumam regularmente. A tendência é especialmente acentuada entre as garotas.

A encarregada do governo para assuntos relativos a drogas, Marion Caspers-Merk, acentua que "alguém que começa a fumar com 15 anos tem a probabilidade três vezes maior de morrer de câncer do que alguém que começa somente aos 25 anos". (lk)