1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Indústria alimentícia adultera produtos com aditivos proibidos

Semanário revela que autoridades investigam prática comum na produção de presunto e escalope.

O Ministério da Defesa do Consumidor da Alemanha está investigando a aplicação ilegal de aditivos em produtos da indústria alimentícia, segundo reportagem da revista Der Spiegel. A publicação denuncia que os fabricantes de presunto cozido e escalope estariam faturando milhões ao infiltrar água na carne. Além disto, os presuntos cozidos receberiam a adição de proteína na forma de gelatina hidrolisada, assim a carne manteria sua relação típica de água-proteína.

Estes artifícios não são permitidos pela legislação alemã, mas de uso bastante comum pela indústria alimentícia, de acordo com o principal semanário do país. Conforme o Departamento de Análises Químicas, em Hamm, a irregularidade foi constatada em até 39% dos presuntos inspecionados. Tanto grandes fornecedores alemães quanto estrangeiros adotariam tal manipulação.

Fiscais de Bielefeld, por sua vez, teriam encontrado "repetidamente considerável excesso de água não-original" também em carnes de frango e peito de peru. Segundo a Der Spiegel, o excesso chegaria a 23%.

A revista lembra que o uso de gelatina bovina e hidrolato protéico estão proibidos ao menos para a produção de ração animal, devido à suspeita de serem transmissores do Mal da Vaca Louca (BSE).