1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Incêndios florestais se intensificam no sudeste da Austrália

Chamas destruíram 200 casas e causaram uma morte. Aumento da temperatura e ventos fortes expandem fogo e dificultam trabalhos dos bombeiros. Moradores da região de Blue Mountains, a mais atingida, abandonam residências.

Incêndios florestais continuam se expandindo nesta quarta-feira (23/10) no sudeste da Austrália. Com o aumento das temperaturas e os ventos fortes, vários novos focos de incêndio apareceram no estado de New South Wales.

De acordo com os bombeiros, pelo menos 65 focos foram detectados no estado, dos quais 18 ainda não foram controlados. No último domingo, as autoridades estaduais decretaram estado de emergência, o que permite a remoção à força de quem não quer deixar sua casa.

A região de Blue Mountains, de 75 mil habitantes, é a mais atingida. Na área, localizada cerca de 70 quilômetros a oeste de Sydney, desde meados da semana passada grandes incêndios tiram a tranquilidade da população. Na cidade de Springwood, centenas de casas foram incendiadas.

Devido ao perigo de expansão das chamas, vários moradores de Blue Mountains começaram a deixar suas casas e partiram rumo aos abrigos montados pelo governo estadual, informou a agência local de notícias AAP. As autoridades também determinaram o fechamento de todas as escolas e retiraram vários idosos dos asilos da região.

"Se plano é fugir, então fuja"

"A atividade das chamas está aumentando em várias zonas em toda Blue Mountains", informou o chefe local dos bombeiros, Shane Fitzsimmons. "Os fortes ventos estão complicando muito as coisas para bombeiros, para hidroaviões e estão aumentando a intensidade do fogo", acrescentou.

Waldbrände in Australien Oktober 2013

Ventos fortes alastram fogo e dificultam trabalho dos bombeiros

A situação também é crítica em Minmi, perto de Newcastle, ao norte de Sydney. "Se você estiver em Minmi, siga seu plano de sobrevivência", alertou o corpo de bombeiros. "Se o seu plano é fugir, então fuja logo."

Em Colo, a noroeste de Sydney, bombeiros utilizam aeronaves para tentar conter as chamas, mas os ventos fortes dificultaram o trabalho. Nesta quarta-feira, as temperaturas estiveram em torno de 35 ºC, a umidade estava baixa, e a velocidade do vento era de 100 quilômetros por hora. "As condições não podiam estar piores", lamentou Fitzsimmons.

Homem morreu tentando proteger casa

Na madrugada de terça para quarta, uma chuva fina reduziu alguns incêndios, segundo Fitzsimmons. Ao mesmo tempo, entretanto, a chuva prejudicou os esforços para isolar o fogo através da queima controlada de clareiras na mata. Os incêndios na Austrália já destruíram mais de 120 mil hectares.

A série de incêndios, a pior na região em 45 anos, começou na quinta-feira, quando mais de 200 casas foram destruídas pelo fogo, a maioria delas em Springwood. Além disso, um homem de 63 anos morreu de infarto quando tentava proteger sua casa nas proximidades de Lake Munmorah.

Incêndios florestais ocorrem na Austrália com frequência nos meses de verão, entre dezembro e fevereiro. Neste ano, eles começaram mais cedo do que de costume, devido à temperatura alta e à falta de chuvas. Em 2009, incêndios em florestas no estado de Victoria mataram 173 pessoas.

MD/efe/afp

Leia mais