1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Incêndio em discoteca mata ao menos 27 pessoas na Romênia

Até 400 pessoas assistiam à apresentação de uma banda numa casa de show em Bucareste. Testemunhas relatam que houve fogos de artifícios, explosão e fumaça densa. Drama lembra tragédia da boate Kiss, em Santa Maria.

Ao menos 27 pessoas morreram em decorrência de um incêndio numa discoteca na capital da Romênia, Bucareste, nesta sexta-feira (30/10). Pelo menos 145 pessoas ficaram feridas e estão hospitalizadas. O número de mortos ainda pode subir: até 400 pessoas estavam na localidade assistindo a um show de rock, segundo autoridades romenas.

Alguns dos feridos têm queimaduras em 70% do corpo, enquanto outros sofreram intoxicação por monóxido de carbono. As pessoas estavam assistindo ao lançamento do disco da banda de metal Goodbye to Gravity, acompanhado por um espetáculo de luz com efeitos pirotécnicos, informaram as rádios locais.

Uma testemunha afirmou que houve fogos de artifícios dentro da casa de shows chamada Colectiv. Um pilar e o teto do estabelecimento pegaram fogo e, em seguida, houve uma explosão e fumaça densa. O teto continha uma decoração de poliestireno, um material inflamável. "Houve uma debandada generalizada de pessoas correndo para fora da discoteca", disse um homem, que perdeu os sapatos na fuga.

Imagens de televisão mostraram policiais e paramédicos tentando ressuscitar jovens na calçada da rua, enquanto sirenes e milhares de luzes de aproximadamente 60 ambulâncias e carros de bombeiros dominavam o cenário. Além disso, um hospital móvel foi improvisado.

O ministro do Interior da Romênia, Gabriel Oprea, foi até o local da tragédia e disse que uma investigação sobre as causas do incidente já estão em andamento. "É um momento muito triste para nossa nação", escreveu o presidente do país, Klaus Iohannis, em sua página no Facebook.

Em janeiro de 2013, um incêndio na boate Kiss causado por um sinalizador acendido por um integrante da banda que se apresentava matou 242 pessoas e feriu outras 680. A tragédia em Santa Maria, no Rio Grande do Sul, é considerada a segunda maior na história do Brasil em número de vítimas de incêndio, sendo superada apenas pelo incêndio num circo, em 1961, que matou 503 pessoas.

PV/lusa/rtr/ap/afp

Leia mais