1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Incêndio criminoso atinge futuro abrigo de refugiados na Alemanha

Investigadores não descartam que ataque tenha motivo xenófobo. Cidade onde ocorreu atentado ocupa manchetes há semanas, devido a protestos de grupos de extrema direita contra o centro para requerentes de asilo.

O ministro alemão da Justiça, Heiko Maas, afirmou ser "vergonhoso" o incêndio que destruiu neste sábado (04/04) parte de um edifício destinado a servir como abrigo para requerentes de asilo na cidade de Tröglitz, no leste da Alemanha. Investigadores afirmaram que um ou mais indivíduos invadiram o abrigo e colocaram fogo no prédio. Promotores locais não descartam que os autores sejam neonazistas.

"Quando abrigos para refugiados pegam fogo, isso é vergonhoso", lamentou Maas, em entrevista ao jornal Welt am Sonntag. O ministro apelou para que todos os alemães tomem uma posição clara contra o extremismo de direita.

O fogo começou por volta de 2h (horário local) e causou, segundo a polícia, danos estimados em 100 mil euros. Duas pessoas que estavam no prédio conseguiram se salvar.

Cidade é tema de manchetes

Tröglitz vem ocupando manchetes na Alemanha, devido a protestos de grupos neonazistas contra o centro de refugiados, liderados pelo partido de extrema direita NPD. O prédio era planejado para acomodar cerca 40 requerentes de asilo, a partir de maio.

A pressão chegou a fazer com que o prefeito local, Markus Nierth, renunciasse no início de março, depois de receber ameaças por causa de sua postura a favor da acolhida de refugiados e quando grupos de extrema direita anunciaram que fariam uma manifestação em frente à sua casa.

Nierth se disse "chocado, triste e, ao mesmo tempo, revoltado" com o incidente. "Tröglitz nunca se recuperará disso", afirmou o ex-prefeito, em entrevista publicada neste sábado pelo jornal Der Tagesspiegel.

MD/afp/dpa

Leia mais