1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Inaugurado primeiro memorial dos escravos do nazismo

Só na região de Leipzig cerca de 100 mil pessoas foram vítimas da exploração nazista.

default

Documento de identidade de um dos escravos do nazismo

O primeiro memorial das vítimas do trabalho forçado durante o regime nazista foi inaugurado, nesta quarta-feira, em Leipzig. A antiga indústria de armamentos Hugo Schneider (HASAG), foi transformada em um local de reflexão em prol da paz. "Lembrar é preciso, principalmente nos tempos de hoje, em que a memória histórica está ameaçada", afirmou o prefeito da cidade, Wolfgang Tiefensee, durante a solenidade.

Estima-se que cerca de cem mil pessoas de 27 países tenham sido exploradas pelo regime nazista só na região de Leipzig, em 1944. Russos, poloneses, ucranianos, tchecos e eslavos, sobreviventes do trabalho escravo na época, compareceram à inauguração.

O memorial reúne documentos, objetos e roupas das vítimas, listas dos campos de concentração, além de manuscritos de sobreviventes dos maus tratos nazistas. A construção foi financiada pela prefeitura, pelo centro de pesquisa instalado na antiga fábrica de armas e por uma associação privada. Ela faz parte do programa lançado em Leipzig em maio de 2000, fruto de uma resolução municipal que reconhece a responsabilidade histórica da cidade pelos acontecimentos durante o regime nazista.

Leia mais