1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Inaugurada maior linha de montagem de aviões

Com a presença do premiê francês, inaugurou-se a linha de montagem do A380. Silenciosa e econômica, a aeronave da Airbus-EADS substituirá o Boeing 747 como maior avião de passageiros do mundo.

default

Modelo do Airbus A380

A maior linha de montagem da indústria aeronáutica foi inaugurada nesta sexta-feira (07) em Toulouse, na França. Seus 490 metros de comprimento, 250 de largura e 46 de altura servirão à fabricação do maior avião de passageiros de todos os tempos, o Airbus A380.

Este fará o primeiro vôo experimental no início de 2005, tornando-se a "figura de proa" da European Aeronautic Defence and Space Company (EADS). No ano seguinte realiza-se a primeira entrega, para a Singapore Airlines.

O grupo aeroespacial europeu tem participação de 80% na Airbus, que investiu 8,9 bilhões de euros no desenvolvimento do A380, e está vendendo cada unidade a 233 milhões de euros (preço de catálogo). Depois da Emirates, a Lufthansa alemã é sua segunda maior cliente, havendo encomendado 15 das 129 unidades produzidas. Grandes partes do A380 serão construídas em Hamburgo, onde ocorrerá também a montagem dos detalhes finais, além da pintura das aeronaves, de acordo com a solicitação dos clientes.

Silêncio e economia

A aeronave de 73 metros abrigará 555 passageiros, dos quais 437 na classe econômica, 96 na executiva e 22 na primeira classe. Com quatro turbinas, ela pode carregar até 560 toneladas e tem autonomia de vôo de 15 mil quilômetros. Porém, seu ponto alto é a economia: o A380 consome de 15% a 20% a menos de combustível do que o Boeing 747, apenas três litros por passageiro, a cada 100 quilômetros percorridos.

Graças às mais modernas técnicas de propulsão, ele é também mais silencioso e emite menos substâncias poluentes. Apesar de seu tamanho, não necessita de pistas tão longas para pouso e decolagem quanto as outras máquinas de sua categoria.

França segura participação na EADS

EADS Bilanz Frankreich Deutschland

Philippe Camus (esq.) e Rainer Hertrich (dir.), co-presidentes da EADS

O primeiro-ministro francês, Jean-Pierre Raffarin, inaugurou a linha de montagem. Entre os três mil convidados da cerimônia de inauguração, estiveram tanto o presidente da Airbus, Noël Forgeard, como os co-presidentes do consórcio EADS, o francês Philippe Camus e o alemão Rainer Hertrich.

Respondendo a boatos recentes, o chefe de governo da França confirmou que seu país manterá seus 15% na EADS: "Não há planos de abrir mão da participação, a curto ou médio prazo", afirmou Raffarin.

A cotação da EADS subiu 1,2% na Bolsa de Paris, chegando a 20,63 euros, contrariando a tendência descendente do pregão. A alta seguiu-se às declarações de Forgeard de que uma companhia aérea norte-americana estaria negociando com a Airbus para a compra de máquinas A380.

Leia mais