1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Imprensa européia repercute onda de violência na França

A declaração do presidente francês de que a ordem pública e a segurança precisam ser restabelecidas para solucionar conflito no país foi tema na imprensa alemã e européia.

default

Conforme o jornal Frankfurter Allgemeine Zeitung, a constatação de que os desordeiros necessitam de uma perspectiva profissional, social e humana é tema de discussões há uma semana. De acordo com o artigo, a criação de postos de trabalho não acontecerá por intemédio do ministro do Interior francês, Nicolas Sarkozy, mas sim por meio de empresários e da própria situação econômica nacional.

Opinião compartilhada pelo Mitteldeutsche Zeitung, de Halle, que aponta a solução do problema como o resultado de algo maior do que o simples consolo político. O jornal ressalta que as chamas poderão ser apagadas, o que não resolverá a situação.

Frankreich Präsident Jacques Chirac

Presidente francês, Jacques Chirac

Em relação aos motivos que levaram jovens dos subúrbios de Paris a iniciarem a onda de selvageria, o Stuttgarter Nachrichten ressaltou que a dificuldade de integração de crianças estrangeiras teve um importante papel neste processo. Mais uma vez, o periódico endossa a opinião de que o governo francês sempre conheceu o problema, mas nunca apresentou alternativas para saná-lo.

Não só a imprensa alemã registra o descaso do governo Chirac com os jovens imigrantes. O conservador jornal inglês The Daily Telegraph ressaltou na edição desta segunda-feira (07/11) que observa o fracasso do acordo entre Estado e a maior população de imigrantes da Europa. Destacou que o ódio é produto do sentimento de abandono, causado, entre outros fatores, pelo desemprego. Ao contrário do que acontece, acrescentou o artigo, este grupo deveria ter as vantagens de viver em uma república que tem como base os ideais de liberdade, igualdade e fraternidade.

Dominique de Villepin und Nicolas Sarkozy Pressekonferenz

Ministro do Interior, Nicolas Sarkozy, e primeiro-ministro, Dominique de Villepin

O termo fracasso é também empregado em matéria do francês Le Figaro. Lembrando que o modelo de integração na França falhou, o jornal escreveu que o país paga, hoje, pela arrogância do passado. Segundo o texto, os subúrbios de Paris refletem a insuficiência da política dos últimos 40 anos. Para o diário francês, o problema nos bairros marginais foi tratado com demagogia, e não com racionalidade.

Na opinião do Le Figaro, é uma ilusão acreditar que medidas técnicas darão esperança de um futuro melhor aos imigrantes. Já o que o país precisa, de acordo com o periódico Liberátion, é uma continuidade política na área da segurança pública, que exige um consenso geral de todos os partidos.

Sobre as declarações do primeiro-ministro Dominique de Villepin de que serão acelerados os trâmites para o julgamento dos culpados, o jornal holandês De Volkskrant alertou que o restabelecimento da ordem não deve ser a única resposta do governo. Mais peocupante é a constatação, conforme o Tages Anzeiger, de Genebra, de que a revolta é o primeiro sinal claro da decadência na qual Jacques Chirac está envolvido.

Leia mais