1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Imprensa alemã destaca festa e confusão no jogo entre Hamburgo e Grêmio

A viagem-relâmpago da equipe alemã a Porto Alegre tinha tudo para ser uma grande festa. Mas as cenas de violência e desordem da torcida gremista ganharam destaque nos jornais alemães.

Em sua viagem ao Brasil para inaugurar a Arena do Grêmio, o time de Hamburgo (HSV) perdeu para o tricolor gaúcho por 2 a 1 – ironicamente o mesmo resultado da final do Mundial Interclubes de 1983, em Tóquio.

O jornal alemão Bild destacou a derrota do Hamburgo durante a “excursão ao Brasil”. A equipe alemã enfrentou uma verdadeira maratona. Na noite de sexta-feira, o HSV jogou contra o Hoffenheim e venceu por 2 a 0 na Bundesliga. Logo após a partida, o time seguiu em um avião fretado para o Brasil, para enfrentar o Grêmio, em menos de 24 horas.

De acordo com a agência de notícias alemã SID, o Hamburgo recebeu 825 mil euros pela partida inaugural da Arena do Grêmio.

Questionado se a viagem ao Brasil poderia comprometer o rendimento do time no jogo do próximo sábado pela Bundesliga, o técnico do Hamburgo, Thorsten Fink, respondeu indignado: "Nós não estamos indo para fazer festa e não vamos para Copacabana, queremos fazer algo bom para o clube".

HSV - Gremio Einweihung Gremio Stadion Porto Alegre 08.12.2012

Torcida gremista se enfrenta na inauguração do Arena Grêmio

A inauguração da Arena do Grêmio foi uma grande festa. Durante a cerimônia de duas horas, com 60 mil torcedores, houve show de luzes, fogos de artifício, música e grupos de dança. Mas apesar da alegria, a festa também foi marcada pelo clima quente da partida e pela violência. Para um jogo amigável, foram cinco cartões amarelos.

"Fez bastante calor, mas apesar da longa viagem o Hamburgo jogou bem", disse Zé Roberto, volante do Grêmio que já jogou pelo Hamburgo entre 2009 e 2011.

O diário Hamburger Abendblatt destacou: “HSV no Brasil: festa, briga, confusão”. Durante a partida, os gremistas protagonizaram cenas de violência entre sua própria torcida.

Na área sem cadeiras, destinada justamente à torcida organizada, foi necessária a intervenção da polícia. Em alguns momentos, os jogadores pararam o jogo para acompanhar os atos de violência na arquibancada. “São uns estúpidos”, disse o diretor esportivo do Hamburgo, Frank Arnesen, ao jornal Bild.

No domingo (09/12), a torcida Geral do Grêmio publicou um pedido de desculpas em sua página no Facebook, em respeito ao clube e aos outros torcedores. “Nada dói mais que ver todo estádio vaiando quem mais apoia; Nada dói mais que ver colegas do Grêmio se degladiando frente ao dia histórico para o Clube. Somos humanos, erramos, e devemos a toda a nação Tricolor, e a nossa nova casa, um pedido de perdão.”

O time do Hambugo volta à Alemanha nesta terça-feira, às sete da manhã. Quatro dias depois, enfrentará a difícil partida contra o Bayer Leverkusen,pela Bundesliga.

Autor: Antônio Netto
Revisão: Francis França

Leia mais