1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Imparcialidade acima de tudo

Qual o papel da Deutsche Welle nos acontecimentos políticos do último meio século? Que funções preenche? Qual seu grau de imparcialidade? Por que, como entidade de direito público, ela permanece independente do governo?

default

Após a Segunda Gurra Mundial: a Alemanha em ruínas

A Segunda Guerra Mundial terminara há apenas oito anos, deixando marcas por todo lugar. A República Federal da Alemanha ainda não conhecia o "milagre econômico" e muitos não acreditavam que um dia as coisas voltassem a melhorar. Começa a maior onda de emigração da Alemanha do século 20, sobretudo em direção às Américas do Sul e do Norte, assim como ao sul da África.

A Alemanha já não possuía colônias há muito tempo, mas de súbito os alemães estavam espalhados por todo o mundo. Manter contato com eles era a razão de ser da emissora internacional alemã, que em 3 de maio de 1953 iniciou suas transmissões no idioma nacional, a partir de Colônia.

Comunicar uma imagem da Alemanha: esta era a missão da Deutsche Welle (literalmente, "Onda Alemã"). Era preciso informar os emigrantes sobre o que acontecia no país, contar-lhes como transcorria a reconstrução. O mesmo se aplicava aos exilados e banidos, que já haviam abandonado o país nos anos anteriores. Um ano mais tarde (1954), o reinício democrático passou a ser tema das transmissões em inglês, francês, espanhol e português. Era preciso mostrar ao mundo que a Alemanha se modificara fundamentalmente. Aumentava a oferta de idiomas, a DW era escutada em todo o mundo.

O privilégio de poder ser imparcial

Com a inclusão da RFA na aliança ocidental, ficava difícil evitar a instrumentalização da DW na confrontação entre o Ocidente e o Leste. Porém, aqui entrou em jogo um fato, cujo valor é até hoje inestimável: a emissora é financiada com verbas do orçamento público, porém é independente do governo, não tendo que se submeter às suas determinações. Não se trata de uma rádio oficial, mas sim de uma emissora de direito público.

Um privilégio que implica alto grau de responsabilidade jornalística. Pois muitos ouvintes ignoram este detalhe, só conhecendo emissoras oficiais. A Deutsche Welle não é "a voz da Alemanha", e muito menos a do governo federal alemão. Uma garantia disso já é seu quadro de funcionários, composto por profissionais de quase 70 nações: eles se encarregam de comunicar uma imagem da Alemanha, condizente com as necessidades de informação específicas de cada país.

EU-Mittelmeerkonferenz in Valencia

Novos tempos: a Europa se une

Além disso, a história deslocou o foco da que antes era chamada a "nova Alemanha" do pós-guerra, para a Alemanha reunificada e para o processo de unificação da Europa. Em muitos casos, as exigências dos ouvintes devem estar naturalmente em primeiro plano. Nas numerosas regiões de crise por todo o planeta, a DW conta como fonte de informações imparciais sobre as ocorrências locais.

O âmbito coberto pelas ondas curtas ampliou-se com a criação da DW-TV e da DW-WORLD – sua presença na internet –, e em breve pelo padrão DRM (Digital Radio Mondial), de ondas curtas digitais, em cujo desenvolvimento ela tem papel de liderança. Desta forma, a Deutsche Welle alcança todos os rincões do planeta, recorrendo à tecnologia para ultrapassar barreiras de toda ordem.