1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Imigração para Alemanha é a maior em 22 anos

Cerca de 1,2 milhão de estrangeiros chegaram ao país em 2013, 13% mais que no ano anterior. Três em cada quatro deles vêm de Estados-membros da União Europeia.

O número de imigrantes que chegaram à Alemanha em 2013 foi o maior registrado em 22 anos, como mostra o relatório divulgado nesta quarta-feira (21/01) pelo Departamento Federal de Estatísticas (Destatis).

Ao todo, 1,23 milhão de estrangeiros chegaram à Alemanha em 2013, um aumento de 13% em relação ao ano anterior. Só nos cinco primeiros meses de 2014 – data em que para a medição – foram mais de 470 mil imigrantes.

A maioria dos imigrantes chegados no período, cerca de 75%, é de países da União Europeia (UE). A adesão da Romênia e da Bulgária à zona de livre circulação da UE, a crise econômica no sul da Europa e o crescente número de refugiados são indicados pelo Destatis como os principais fatores para esse aumento.

A maioria dos imigrantes que chegam hoje à Alemanha são de Polônia (15%), Romênia (11,4%), Bulgária (5%) e Hungria (4,9%). Os poloneses são, desde 1996, os que mais emigram para a Alemanha. Nos primeiros meses de 2014, porém, os romenos estão assumindo a liderança.

O relatório também revelou que em torno de 39% dos imigrantes na faixa etária entre 25 e 64 anos possuem terceiro grau completo. Outros 31% não possuem qualquer formação profissional.

Além disso, em 2013, o número de requerentes de asilo na Alemanha chegou a 130 mil. Os dados mais recentes para 2014 apontam que a cifra pode passar de 200 mil.

O elevado número de imigrantes contribui para aumentar a população na Alemanha. Em 2014, novamente o número de óbitos no país foi maior do que o de nascimentos. As primeiras estatísticas indicam cerca de 700 mil nascimentos contra cerca de 900 mil mortes.

CN/rtr/kna/afp

Leia mais