1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Imigração na Alemanha é a quinta da Europa

Estatísticas mostram que, ao contrário do que sustentam os xenófobos, a Alemanha é um país de imigração, segundo a encarregada do governo para a questão dos estrangeiros.

A Alemanha ocupa o quinto lugar na Europa em termos de imigração, segundo o relatório da encarregada do governo para a questão de estrangeiros, Marieluise Beck, aprovado pelo gabinete social-democrata e verde, em Berlim. Considerando o tamanho de cada população, só Luxemburgo, Irlanda, Suíça e Áustria receberam mais imigrantes em 1999. "Com isso ficou definitivamente claro que temos de acabar com a eterna mentira de que a Alemanha não é um país de imigração", disse a encarregada do governo.

Em 1999, cerca de 874 mil pessoas mudaram-se para a Alemanha, das quais 77% eram estrangeiros (674 mil). No mesmo ano, 672 mil pessoas deixaram o país, sendo 83% (556 mil) estrangeiros. De forma que, pela primeira vez desde 1996, o número de imigrantes foi maior do que o de emigrantes. Mas este aumento de 118 mil imigrantes voltou a diminuir para 61 mil no ano passado.

Considerando o forte movimento migratório do início dos anos 90, isso é tranquilizador para os alemães que temem uma imigração em massa, segundo a encarregada do governo. Isso vale sobretudo para os requerentes de asilo político, que vêm diminuindo continuamente. No ano 2000, só 79 mil estrangeiros procuraram refúgio na Alemanha, o que representa 17,4% a menos que em 1999.