1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Igreja volta a atacar ministra da Família

Altos representantes da Igreja católica da Alemanha atacaram Ursula von der Leyen. "Ao que tudo indica, a mulher só vale algo se trabalhar como um homem, e não como mãe que cuida de seus filhos."

default

Ursula von der Leyen aposta na família

Altos representantes da Igreja católica na Alemanha voltaram a criticar a política da ministra da Família, Ursula von der Leyen, O bispo de Augsburg Walter Mixa classificou como "ditadas pela ideologia" as propostas de Von der Leyen de elevar o número das vagas em creches.

Em vez disso, o país precisaria de maior apoio financeiro para as mães que queiram cuidar sozinhas de seus filhos nos primeiros anos de vida, argumentou o bispo. Em fevereiro último, Mixa suscitara discussões, ao atacar os planos de Von der Leyen.

O abade primaz da ordem dos beneditinos, Notker Wolf, também declarou ao periódico Welt am Sonntag que a ministra se orienta "obviamente" por modelos da ex-Alemanha comunista. "Ao que tudo indica, a mulher só vale algo se trabalhar como um homem, e não como mãe que cuida de seus filhos", acusou Wolf.

Seguindo o exemplo de outros países

Deutschland Spielende Kinder in Frankfurt

Creches causam tensão entre Igreja e política na Alemanha

Apesar das críticas impiedosas, a ministra democrata cristã mantém-se firme na intenção de, até 2013, haver provido uma vaga de creche para um terço das crianças da Alemanha.

"Temos que nos perguntar o que levou ao sucesso, em outros países; como conseguiremos, também aqui, um substituto para a convivência entre irmãos, como antes, na grande família clássica. Para tal trabalharemos com pequenos grupos de crianças e orientadores confiáveis", afirmou

Von der Leyen tem 46 anos. Ela alcançou o cargo de ministra apesar de ter sete filhos.

Leia mais