1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Hollande, Rajoy e Merkel visitam local da tragédia

Nos Alpes franceses, líderes conversam com equipes de busca, moradores da região e parentes de vítimas da queda do voo da Germanwings. Eles destacam cooperação entre os três países para esclarecer o desastre aéreo.

O presidente francês, François Hollande, a chanceler federal alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro espanhol, Mariano Rajoy, estiveram nesta quarta-feira (25/03) na região da queda do voo 4U-9525 da Germanwings, no sul da França. Eles conversaram com o as equipes de busca, com moradores da região próxima da tragédia e com parentes de vítimas.

Hollande informou a peça que contém a segunda caixa-preta do Airbus A320 chegou a ser encontrada nesta quarta-feira, mas sem seu conteúdo. O presidente francês garantiu, no entanto, que todos os esforços estão sendo tomados para que a peça, que contém gravação de dados sobre o voo, seja encontrada.

Ele disse ainda ter ficado emocionado com as demonstrações de solidariedade na região da tragédia, uma "imagem que a França está passando para todo o mundo". Segundo Hollande, familiares e parentes das vítimas que quiserem vir até o local do acidente serão não apenas bem-vindos como também serão assistidos psicologicamente.

Angela Merkel, assim como Mariano Rajoy, agradeceram ao povo francês pela ajuda prestada e destacaram a quantidade de voluntários no local, atuando como tradutores e assistentes sociais. Merkel desejou a todos que trabalham na grande operação desencadeada com a queda do avião "muita força nessa hora difícil", e destacou a importância de ver que estão todos juntos neste momento. "Este é um exemplo da amizade França-Alemanha", disse Merkel.

Hollande e Merkel sobrevoaram de helicóptero a área onde estão os destroços do Airbus A320 – uma região montanhosa de difícil acesso, bastante íngreme e com neve. Em seguida, na vila de Seyne-les-Alpes, já com Rajoy, os líderes conversaram rapidamente com bombeiros, policiais e montanhistas que trabalham na operação de resgate.

Frankreich Seyne les Alpes Absturz Germanwings A320 Merkel Hollande

Hollande e Merkel cumprimentam equipes que trabalham no resgate nos Alpes franceses

Mais de 600 pessoas buscam restos mortais das 150 vítimas e pedaços da fuselagem que podem ser importantes nas investigações sobre as causas do acidente. Há partes espalhadas por até 4 hectares, em alturas que variam em até 200 metros. Os trabalhos devem durar semanas, estimam as autoridades.

Merkel, Hollande e Rajoy ainda se encontraram com parentes das vítimas que se encontram na região. A governadora do estado alemão da Renânia do Norte Vestfália, Hannelore Kraft, também faz parte da delegação oficial.

Está programada para o fim do dia uma cerimônia em homenagem aos mortos na tragédia, em um local com vista para os Alpes.

Entre as vítimas, de

pelo menos 15 nacionalidades

, estão dois bebês e 16 estudantes alemães que voltavam de um programa de intercâmbio. A Germanwings divulgou que 72 vítimas são alemãs. Ainda há uma controvérsia com relação ao número de espanhóis a bordo: o governo espanhol falou em 51, a companhia aérea disse que eles eram 35.

A primeira caixa-preta foi encontrada ainda na terça-feira, bastante danificada. Ela contém as gravações de voz no cockpit da aeronave. Especialistas em Paris tentam remontar a caixa-preta.

MSB/rtr/afp/dpa


Leia mais