1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Holanda faz "recall" de carne vendida na Europa e que pode conter cavalo

Cinquenta mil toneladas de carne bovina podem ter sido misturadas com carne de cavalo e vendidas para 500 empresas em toda a Europa. Não há risco para a saúde, asseguram autoridades holandesas.

A autoridade de segurança alimentar da Holanda anunciou nesta quarta-feira (11/04) que cerca de 50 mil toneladas de carne bovina produzidas no país e vendidas em toda a Europa podem ter sido misturadas com carne de cavalo.

Em comunicado, a Autoridade de Segurança Alimentar e Econômica (Asae) disse que a "segurança" da carne não pode ser garantida porque a origem exata do produto não pode ser confirmada. Apesar disso, não há sinais que indiquem perigo para a saúde pública, afirma o comunicado divulgado em Haia.

De acordo com a Asae, a carne foi vendida entre 1º de janeiro de 2011 e 15 de janeiro de 2013 pelas empresas Wiljo Import and Export e Meat Wholesaler Willz Selten, ambas pertencentes ao grupo holandês Selten.

Cerca de 370 compradores em toda a Europa e mais 132 na Holanda são afetados pelo novo escândalo e foram avisados através das autoridades responsáveis em seus países, entre eles a Alemanha, a França, a Espanha e Portugal.

A Asae pediu a essas empresas que retirem a carne do mercado como medida de precaução e verifiquem todos os seus produtos. Boa parte da carne já deve ter sido consumida, pois o início da comercialização remonta a janeiro de 2011.

Em fevereiro último, autoridades holandesas invadiram a fábrica de processamento da Selten no sul da Holanda, por causa da suspeita de que se estava misturando carne de cavalo com carne bovina e vendendo o produto como carne bovina pura.

Desde que o problema foi descoberto pela primeira vez, na Irlanda, em janeiro, os governos têm se esforçado para descobrir como e onde a rotulagem inadequada de carne ocorre na extensa cadeia de matadouros e fornecedores de carne em toda a Europa.

MAM/lusa/afp/ap

Leia mais