1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Holanda e Espanha abrem Grupo B repetindo final da África do Sul

Campeões iniciam defesa do título exatamente contra equipe que enfrentaram na final do último Mundial. Em chave difícil, que inclui Chile e Austrália, cada erro no clássico pode custar a eliminação.

default

Andrés Iniesta: craque espanhol é peça-chave no esquema tático do treinador Vicente del Bosque

Os espanhóis iniciam a campanha de defesa do título mundial jogando nesta sexta-feira (13/06), em Salvador, contra o mesmo adversário da final da última Copa, a Holanda, num duelo vital para ambos.

O primeiro clássico da Copa abre o Grupo B com uma partida que pode marcar o destino das duas seleções no torneio. Com a dureza da chave, completada por Chile e Austrália, cada erro pode custar a eliminação.

A "Roja", que também ganhou as Eurocopas de 2008 e 2012, chegou ao Brasil com 16 integrantes da equipe que triunfou na África do Sul, a maior quota de retorno de um campeão no Mundial seguinte.

E muitos desses jogadores guardam ainda as cicatrizes da partida contra os holandeses, quatro anos atrás, quando venceram uma batalha ferrenha, com um sofrido 1 a 0, decretado por gol de Andrés Iniesta a quatro minutos do final da prorrogação. A Espanha dominou a posse de bola em Johannesburgo recebendo, em troca, uma descarga de entradas duras da feroz defesa holandesa.

Diego Costa - Fußballspieler - Spanien Nationalmannschaft

Diego Costa: atacante brasileiro defende as cores da Espanha

Mas os torcedores que vão à Arena Fonte Nova deverão esperar desta vez um estilo mais vistoso, quando o jogo de passes curtos de Xavi, Andrés Iniesta e David Silva enfrentar o contra-ataque holandês liderado por Arjen Robben e Robin van Persie.

Os comandados de Vicente Del Bosque vêm reforçados pelo atacante brasileiro naturalizado espanhol Diego Costa, chegando entre os favoritos, dispostos a se tornarem a primeira seleção europeia a ganhar uma Copa no continente americano.

Fußball Freundschaftsspiel Niederlande - Wales 04.06.2014

Arjen Robben é uma das figuras centrais da Holanda

Nascido em Lagarto, em Sergipe, Diego deverá dar mais pegada a uma equipe acostumada a jogar sem um atacante tradicional. Revelação na última liga espanhola, com 36 gols que contribuíram para o título do Atlético de Madri, ele reagiu irritado às declarações do técnico brasileiro, Luiz Felipe Scolari, de que lhe teria oferecido uma oportunidade de jogar o Mundial pelo Brasil. O atacante insiste que só foi chamado pela Espanha.

Mais persiste a dúvida se Del Bosque finalmente se atreverá a sair jogando com Diego Costa ou se fará uma aposta mais conservadora, com o veterano David Villa ou mesmo Fernando Torres. E isso supondo que jogue com um "nove". Porque a alternativa seria apostar em usar um "falso nove", no caso Cesc Fábregas. Não é uma decisão menor, considerando as dificuldades que a Espanha encontrou nos últimos anos para fazer gols.

Enquanto a Espanha confia na experiência, a equipe holandesa vem renovada. Apenas quatro titulares da final na África do Sul estão na equipe: Nigel de Jong, Arjen Robben, Robin van Persie e Wesley Sneijder.

A tática da Holanda do treinador Louis van Gaal foi objeto de um debate intenso nos últimos dias, depois que ele optou por abandonar o tradicional esquema 4-3-3 em favor de um mais defensivo, devido ao desfalque do meia Kevin Strootman, lesionado no joelho esquerdo.

EURO 2012 Niederland Wesley Sneijder Fußballspieler Tattoo

Wesley Sneijder se prepara para sua centésima partida pela seleção holandesa

"Não creio que neste momento sejamos capazes de jogar um 'tika-taka'", afirmou Arjen Robben, em entrevista à página oficial da seleção holandesa. "O contra-ataque é uma arma muito perigosa que, sem dúvida, usaremos nesse torneio", acrescentou.

Prováveis escalações

Espanha: Iker Casillas; Cesar Azpilicueta, Sergio Ramos, Gerard Piqué, Jordi Alba; Xabi Alonso, Sergio Busquets; David Silva, Xavi, Andrés Iniesta; Diego Costa.

Holanda: Jasper Cillessen; Daryl Janmaat, Stefan de Vrij, Ron Vlaar, Bruno Martins Indi, Daley Blind; Nigel de Jong, Jonathan de Guzman; Wesley Sneijder; Robin van Persie, Arjen Robben.

Local

Arena Fonte Nova, Salvador

Arbitragem

Nicola Rizzoli (Itália), auxiliado por seus compatriotas Renato Faveranie Andrea Stefani

Destaques

Espanha

Diego Costa: o sergipano teve que aturar gritos de "traidor" de alguns torcedores durante treino da Espanha em Curitiba e certamente será acompanhado com interesse pela plateia de seu país natal. Pode dar mais efetividade a uma equipe habilidosa mas envelhecida, que tem demonstrado limitações na hora de marcar gols.

Holanda

Wesley Sneijder: após perder o posto de capitão, ele conseguiu reconquistar a confiança de Van Gal, voltando a desempenhar um papel de destaque, como armador de jogadas para Robben e Van Persie. O meio-campista deverá comemorar nesta sexta sua centésima partida pela Holanda.

Retrospecto

As duas seleções se enfrentaram nove vezes, com quatro vitórias para cada lado e um empate. A Espanha marcou 13 gols, e a Holanda dez.

Último confronto

O último duelo entre as duas seleções foi justamente na final da Copa do Mundo de 2010. OS espanhóis venceram por 1 a 0, na prorrogação, com gol de Iniesta na prorrogação.

Leia mais