1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Holanda derrota Chile e garante a liderança do Grupo B

Com gols de Fer e Depay e mais uma grande atuação de Robben, holandeses mantêm 100% de aproveitamento, terminam na primeira colocação e ganham um dia a mais de folga antes das oitavas de final, em Fortaleza.

A Holanda venceu o Chile por 2 a 0, nesta segunda-feira (23/06), em São Paulo, e garantiu a primeira colocação no Grupo B. Ambas as seleções já estavam classificadas, mas buscaram a vitória o tempo todo. No fim, um gol do jovem Leroy Fer e outro de Memphis Depay mantiveram os 100% de aproveitamento dos holandeses.

A decisão pela liderança no Grupo B começou quente nos bastidores, com declarações do treinador holandês Louis van Gaal alegando que o Brasil seria beneficiado por saber o resultado da partida e poder escolher o adversário em uma suposta oitavas de final.

A Holanda não contou com Robin van Persie, suspenso pelo acúmulo de dois cartões amarelos, e poupou o volante De Gúzman, importante peça no setor de marcação, mas que está pendurado. Do lado chileno, o treinador Jorge Sampaoli deixou a estrela Arturo Vidal, com leves problemas musculares, de fora, mas colocou o que tem de melhor em campo.

Com a definição no Grupo B, a Holanda viaja para Fortaleza e joga a sua partida pela oitavas de final no próximo domingo. Já os chilenos jogam um dia antes, no Mineirão, em Belo Horizonte.

O jogo

As duas equipes iniciaram a partida cuidadosas, arriscando pouco e deixando poucos espaços ao adversário. Com o saldo de gols favorável (5 a 4), a Holanda tinha a vantagem do empate. Sabendo disso, o Chile tratou de buscar o jogo e teve a maior posse de bola no primeiro tempo (63%), mas conseguia levar perigo apenas nas bolas paradas. Aos 22 minutos, Alexis Sánchez cobrou escanteio rolando para a entrada da área, e Gutiérrez finalizou por cima do gol.

Fußball WM 2014 Niederlande gegen Chile

Arjen Robben esteve inparável na Arena São Paulo e deu a assistência para o segundo gol

A Holanda respondia em rápidos contra-ataques, puxados por Robben e Lens. Em um destes lances, após falta sofrida perto da área, Robben levantou na segunda trave e o zagueiro De Vrij, de cabeça, chegou atrasado na bola. Cinco minutos depois, Robben usou outra vez de seu poder de arranque, disparou desde o próprio campo, driblou dois defensores chilenos, invadiu a área pela esquerda e finalizou cruzado. A bola passou perto da trave esquerda de Bravo.

Os chilenos responderam com outra bola parada. Marcelo Díaz alçou na área e Gutiérrez, livre, resvalou de cabeça e assustou o goleiro Cillessen. O primeiro tempo terminou com ambas as equipes desejando a primeira colocação do grupo, mas com cautela excessiva e poucas chances de gol.

Na segunda etapa, o jogo ganhou em dinamismo e intensidade. Com a entrada de Beausejour, os chilenos tentaram explorar os espaços deixados pelo lateral-esquerdo holandês Blind. Alexis Sánchez também apareceu mais para o jogo e infernizava pelas pontas. Aos 16, ele reclamou de pênalti, aos 18 forçou o cartão amarelo para Blind e no minuto seguinte colocou a bola entre as pernas de um defensor e chutou para boa defesa de Cillessen.

Fußball WM 2014 Niederlande Chile

Dirk Kuyr fez grande partida, ajudando inclusive na marcação na lateral-esquerda.

O Chile começou a procurar mais a vitória, e a Holanda adotou definitivamente a postura do contra-ataque. E dessa maneira obrigou Bravo à grande defesa, após chute de longa distância de Depay. E na cobrança curta de escanteio, Janmaat levantou a bola, e Leroy Fer, que acabara de entrar, subiu livre na linha da pequena área e cabeceou firma para abrir o placar.

O Chile pressionou em busca do gol, mas deixou a retaguarda aberta e sofreu o segundo em mais um veloz contra-ataque puxado por Arjen Robben. O jogador do Bayern de Munique levou para a linha de fundo e viu Depay, livre na segunda trave, completar para o gol.

Ficha técnica

Holanda 2 x 0 Chile

Local: Arena São Paulo, São Paulo

Arbitragem: Bakary Gassama (Gâmbia), auxiliado por Evarist Menkouande (Camarões) e Felicien Kabanda (Ruanda).

Gols: Leroy Fer (32'/2T), Memphis Depay (46'/2T)

Cartões amarelos: Francisco Silva (24'/1T), Daley Blind (19'/2T)

Holanda: Jasper Cillessen; Daryl Janmaat, Ron Vlaar, Stefan De Vrij, Daley Blind; Nigel De Jong, Georginio Wijnaldum, Dirk Kuyt (Terence Kongolo 44'/2T), Wesley Sneijder (Leroy Fer 30'/2T); Arjen Robben e Jeremain Lens (Memphis Depay 29'/2T). Técnico: Louis van Gaal.

Chile: Claudio Bravo; Mauricio Isla, Gary Medel, Francisco Silva (Jorge Valdivia 25'/2T), Gonzalo Jara e Eugenio Mena; Charles Aránguiz, Marcelo Díaz, Felipe Gutiérrez (Jean Beausejour 1'/2T); Alexis Sánchez e Eduardo Vargas (Mauricio Pinilla 36'/2T). Técnico: Jorge Sampaoli.

Leia mais