1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Copa do Mundo

Holanda atropela Espanha e vinga final perdida de 2010

Com dois gols de Van Persie e dois de Robben, seleção holandesa sai atrás no placar, mas goleia atuais campeões mundiais por 5 a 1, na abertura do Grupo B. Atacante brasileiro Diego Costa é vaiado durante todo o jogo.

default

Van Persie voa para, de cabeça, fazer o primeiro gol da Holanda

Pela primeira vez na história, os dois finalistas da Copa do Mundo anterior se enfrentaram na fase de grupos no Mundial seguinte. E a Holanda vingou a derrota de 2010 com uma humilhação, nesta sexta-feira (13/06), em Salvador. Com dois gols de Robin van Persie, dois de Arjen Robben e outro de Stefan De Vrij, a Laranja Mecânica aplicou uma goleada de 5 a 1 – e de virada.

Parte da torcida presente na Arena Fonte Nova deixou claro que ainda não digeriu a escolha de Diego Costa por defender as cores da Fúria e vaiou o jogador todas as vezes em ele que tocava na bola. Mas o atacante brasileiro não se deixou abater, mostrou que está 100% recuperado de sua contusão muscular e sofreu um pênalti polêmico. No segundo tempo, saiu vaiado aos 16 minutos do segundo tempo.

Mas a primeira grande chance foi uma repetição da final de 2010, mas com outro ator na bola. Na África do Sul, Arjen Robben perdeu um gol feito, na cara de Casillas. Na Arena Fonte Nova, foi a vez de Wesley Sneijder praticamente chutar em cima do goleiro espanhol.

WM 2014 Gruppe B 1. Spieltag Spanien Niederlande

Os atuais campeões mundiais abriram o placar com Xabi Alonso, em cobrança de pênalti

Depois do susto, a Espanha dominou as ações do primeiro. Aos 25 minutos, Diego Costa caiu na área e o árbitro italiano Nicola Rizzoli marcou pênalti. Na repetição do lance, é visível que o atacante brasileiro pisa em cima do pé do zagueiro Stefan de Vrij e perde o equilíbrio. Não foi encenação de Diego Costa, mas a decisão do árbitro é contestável. Este foi o 17ᵒpênalti marcado a favor da Espanha – recorde absoluto em Copas do Mundo.

Três minutos antes do intervalo, David Silva perdeu ótima chance para ampliar o marcador. Após excelente passe de Iniesta, o meia do Manchester City ficou livre, cara a cara com Cillessen, mas o goleiro fez difícil defesa.

E quase no contra-golpe, a Holanda achou o empate com um golaço de Van Persie. Blind fez um longo lançamento para a entrada área, nas costas da zaga espanhola, e o atacante do Manchester United, em perfeita execução, cabeceou de "peixinho", encobrindo Iker Casillas. Van Persie é o primeiro holandês que marca ao menos um gol em três Copas diferentes.

WM 2014 Gruppe B 1. Spieltag Spanien Niederlande

Com dois gols, Robben foi um dos destaques do jogo

E a virada não tardou. Logo aos sete minutos do segundo tempo, após bela trama de passes no meio-campo, Robben recebeu lançamento na entrada da área, dominou com categoria, limpou Piqué e chutou forte, para o fundo das redes.

A Espanha manteve o seu tradicional toque de bola, mas sem a contundência necessária. Nos contra-ataques, a Holanda era mais perigosa. Van Persie acertou o travessão de Casillas aos 14, e aos 19 a Holanda aumentou o placar, com o autor do pênalti em Diego Costa, Stefan de Vrij. No lance, a Espanha reclamou bastante da falta cometida de van Persie no goleiro Casillas. O atacante holandês pulou no corpo do goleiro espanhol.

WM 2014 Gruppe B 1. Spieltag Spanien Niederlande

O lance do terceiro gol: espanhóis pediram falta no goleiro Ilker Casillas

Após o terceiro gol da Holanda, a partida ficou mais quente. David Silva chegou a diminuir, mas o impedimento foi marcado – corretamente. E aos 27 minutos, Van Persie sacramentou os três primeiros pontos e a goleada da Holanda, após lambança de Casillas. O goleiro recebeu um recuo, dominou mal e perdeu a bola para o atacante holandês, que só teve o trabalho de empurrar para as redes.

A humilhação para a atual campeã mundial ficou completa quando Arjen Robben recebeu a bola praticamente no meio do campo, atravessou a área, cortou Casillas, deixou Sergio Ramos deitado no chão e marcou um golaço. Festa nas arquibancadas da Arena Fonte Nova, em sua maior parte dominada pela cor laranja. Essa é a segunda maior derrota da Espanha em Copas do Mundo. A pior havia sido justamente no Brasil, em 1950, quando foi derrotada para a seleção brasileira por 6 a 1.

Ficha técnica

Espanha 1 x 5 Holanda

Local: Arena Fonte Nova, Salvador

Arbitragem: Nicola Rizzoli (Itália), auxiliado por seus compatriotas Renato Faverini e Andrea Stefani

Gols: Xabi Alonso (pen. 26'/1T), Robin van Persie (43'/1T), Arjen Robben (7'/2T), Stefan De Vrij (19'/2T), Robin van Persie (27'/2T), Arjen Robben (34'/2T)

Cartões amarelos: Jonathan de Guzmán (24'/1T), Stefan de Vrij (40'/1T), Iker Casillas (20'/2T), Robin van Persie (21'/2T)

Espanha: Iker Casillas; Cesar Azpilicueta, Sergio Ramos, Gerard Piqué, Jordi Alba; Xabi Alonso (Pedro Rodríguez 16'/2T), Sergio Busquets; Xavi, Andrés Iniesta, David Silva (Cesc Fàbregas 33'/2T); Diego Costa (Fernando Torres 16'/2T). Técnico: Vicente Del Bosque

Holanda: Jasper Cillessen; Daryl Janmaat, Stefan de Vrij (Joel Veltman 32'/2T), Ron Vlaar, Bruno Martins Indi, Daley Blind; Nigel de Jong, Jonathan de Guzman (Georginio Wijnaldum 15'/2T); Wesley Sneijder; Robin van Persie (Jeremain Lens 33'/2T), Arjen Robben. Técnico: Louis van Gaal

Leia mais