1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Historiadores da arte debatem sobre obras confiscadas por nazistas

A partir da próxima terça-feira (11) estarão reunidos no Museu Wallraf-Richartz de Colônia, na Alemanha, cerca de 150 historiadores da arte de todo o mundo. O encontro Museus na Penumbra é dedicado à política de aquisição de obras de arte durante o período nazista.

"Via de regra, deveriam ser verificados todos os quadros criados antes de 1945 que passaram às mãos de novos proprietários após 1933", afirma a historiadora Katja Terlau. Segundo ela, há "milhares de obras de procedência suspeita" espalhadas por museus da Alemanha. Estas foram confiscadas de seus proprietários judeus durante pelo governo nazista e "esquecidas" por essas instituições no pós-guerra.

Museus de artes plásticas e aplicadas do país teriam obtido parte de seus acervos dessa forma. Nas grandes cidades como Berlim, Hamburgo, Frankfurt ou Colônia, historiadores da arte já pesquisam há tempos sobre o tema. O grande problema são instituições menores em cidades pequenas. Nestes, "falta muitas vezes uma consciência sobre o problema e freqüentemente não há dinheiro suficiente para pesquisas", relata Terlau.