1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Hipismo alemão tem nova estrela

Triunfo total dos cavaleiros alemães – medalhas de ouro por equipe e os três primeiros títulos individuais – no Europeu de Hipismo revela novo astro alemão e aumenta expectativas para Atenas.

default

Christian Ahlmann e Cöster

Ludger Beerbaum, Marcus Ehning e Otto Becker já são velhos conhecidos do cenário hípico internacional. Por isso estes alemães não surpreenderam o público ao conquistar o Campeonato Europeu de Hipismo por Equipes, disputado no final de semana em Donaueschingen, no sul da Alemanha.

A surpresa foi que nenhum deles conquistou o título de campeão. Este ficou para um jovem de 28 anos, natural da cidade de Marl, no oeste do país: Christian Ahlmann, montando Cöster. A medalha de prata ficou com Beerbaum, que montou Goldfever, e a de bronze foi para Marcus Ehning, de 29 anos, com a montaria For Pleasure.

"Deste campeonato ainda se falará daqui a dez anos. Todos viram a harmonia que predominou entre a equipe alemã", resumiu o treinador Kurt Gravemeier. Para Ehning, a explicação do êxito foram os treinos: "Nunca estivemos tão bem preparados".

Ascensão em 2002 – O passo decisivo na carreira do jovem cavaleiro, que ainda reside com os pais no haras da família, aconteceu no Natal de 2001, quando a proprietária Marion Jauss deixou aos seus cuidados o talentoso holsteiner Cöster, hoje com dez anos.

"Estou muito orgulhoso dele e realmente me sinto muito feliz por Ahlmann", elogiou Ludger Beerbaum, quatro vezes campeão olímpico, que cedo reconheceu o talento do várias vezes campeão europeu juvenil, convidando-o a integrar sua equipe.

"Em 2001, eu estava na rua da amargura, com meus melhores cavalos machucados. Aí me veio a chance com Cöster, um cavalo sensacional. A partir de 2003, passei a contar também com Comtessa, que ainda tem muito pela frente", conta o jovem campeão, que tomou gosto pelo hipismo depois que montou pela primeira vez com o avô, aos 11 anos. Um ano depois, venceu seu primeiro torneio de saltos.

A corrida de trote é uma tradição familiar que Ahlmann cultiva toda vez que o calendário de competições o permite: "Também trabalho muito com jovens cavalos talentosos em nosso haras. Criar um do calibre de Cöster em nossos estábulos e então participar dos Jogos Olímpicos pela equipe alemã: este é meu sonho".

Leia mais

Links externos