1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Hill vê Schumacher fora das competições em 2003

Michael Schumacher está prestes a estabelecer novos recordes na Fórmula-1. Contudo, Damon Hill – campeão mundial de 1996 – afirma que piloto alemão está disputando sua última temporada. Barrichello seria uma das razões.

default

Concorrência de Rubinho (esq.) seria um dos motivos para a retirada de Schumacher

Depois de obter seis vitórias nas nove provas deste ano, Michael Schumacher pode sagrar-se pentacampeão antecipadamente, já no Grande Prêmio da França. Caso isto ocorra, será o título conquistado com maior rapidez em toda a história da Fórmula-1.

O piloto da Ferrari tem uma vantagem folgada de 46 pontos sobre o seu irmão Ralf Schumacher, que está em segundo lugar na tabela do campeonato mundial de 2002. A próxima vez que subir ao pódio, igualará o recorde do francês Alain Prost, com 107 vezes entre os três primeiros colocados.

Mas exatamente este balanço de superlativos faz com que o ex-campeão da Fórmula-1 e ex-rival de Michael Schumacher, o inglês Damon Hill, veja indícios de aposentadoria do piloto alemão no final da temporada: "É muito melhor parar agora, no auge absoluto da carreira, do que mais tarde, quando nem ele, nem a Ferrari estarão neste nível elevado."

Damon Hill, que atua como comentarista de automobilismo da emissora britânica Sky, afirma ter observado com atenção os gestos e reações de Michael Schumacher desde o início da temporada. "Eu creio que Michael se retirará no final da temporada; sua expressão corporal me revela isto", declarou Hill numa entrevista ao jornal Sun. "Estou certo de que ele não quer mais continuar arriscando a sua vida", concluiu.

Pressão de Barrichello

Na opinião de Damon Hill, outro motivo para uma eventual retirada de Michael Schumacher é o fato de que Rubens Barrichello se torna cada vez mais rápido, gerando dúvidas sobre a hierarquia futura dentro da Ferrari. Hill: "Michael sempre foi mais rápido que o seu colega de equipe. Agora, Barrichello se torna cada vez mais competitivo e pode tornar-se mais rápido que ele, no final da temporada."

O piloto brasileiro venceu a última prova, o GP da Europa, no circuito de Nürburgring. Antes disto, ele só não foi o vencedor do GP da Áustria, em virtude de instruções do boxe da Ferrari, para que deixasse Michael Schumacher ultrapassá-lo e ganhar a prova. O incidente custou pesada multa da FIA à escuderia italiana e aos dois pilotos.

Michael Schumacher tem contrato com a Ferrari até 2004. Até agora, o piloto alemão sempre afirmou que pretende cumprir o contrato até o final e que continua tendo grande prazer em disputar as provas da Fórmula-1.