Hidroenergia: livre de gases do efeito estufa | Energia hidrelétrica em Honduras | DW | 10.01.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Energia hidrelétrica em Honduras

Hidroenergia: livre de gases do efeito estufa

O princípio é bastante simples: quedas de água impulsionam as máquinas: o que antigamente eram moinhos, agora são geradores.

default

Desde a Antiguidade, a força da água é utilizada nas mais diversas tarefas: para moer farinha, bombear água e mover serras ou outros equipamentos de trabalho. Todavia, desde o fim do século 19, a energia cinética obtida através de quedas d'água também pode ser convertida em eletricidade.

Para isso, a água precisa ser armazenada o mais alto possível. A longa queda impulsiona uma turbina hidráulica ou roda d'água, fazendo-a girar, movimento que posteriormente é transformado em eletricidade por um gerador – a princípio, tal processo se assemelha ao de um dínamo de bicicleta, só que em escala maior.

Weserkraftwerk (Bildmontage)

Economia energética: água detém enorme potência

Por trabalharem dia e noite, as instalações hidrelétricas permitem o armazenamento de energia nos momentos em que a demanda é baixa. A energia não aproveitada fica em uma unidade de armazenamento, na qual parte da água é simplesmente bombeada de volta até um nível mais alto e mais tarde usada novamente para a geração de eletricidade.

Em regiões montanhosas ricas em água, como é o caso da Noruega, é possível suprir quase toda a demanda energética através da tecnologia hidráulica. Já em países alpinos, como a Suíça ou a Áustria, as hidrelétricas são responsáveis por praticamente dois terços do abastecimento. Na Alemanha, segundo dados do Ministério do Meio Ambiente, a parcela de energia hidráulica corresponde a apenas 3,5% do total produzido.

Atualmente, as usinas hidrelétricas geram cerca de um sexto da eletricidade necessária no mundo. Grandes instalações, como a gigantesca hidrelétrica das Três Gargantas na China, são capazes de produzir até 18 gigawatts de energia.

Além das modernas usinas de grande proporção, existem ainda os pequenos geradores hidráulicos, capazes de produzir uma pequena quantidade de energia. Eles são úteis em locais isolados que requerem autossuficiência energética, como no caso de alojamentos nas montanhas.

Autora: Antonia Rötger / Helmholtz-Gemeinschaft (mdm)

Revisão: Roselaine Wandscheer