1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Hewlett-Packard cortará quase seis mil empregos na Europa

Para garantir sua competitividade após haver incorporado a Compaq, a HP, de computadores, vai enxugar seus quadros. Só na Alemanha, as duas firmas empregam 7500.

default

Diretora executiva da Hewlett Packard, Carly Fiorina, em março de 2002

O conglomerado de informática Hewlett-Packard pretende cortar 5900 de seus 46 mil postos de trabalho na Europa, após a fusão com a ex-concorrente Compaq. O diretor-gerente da nova HP-Deutschland, Heribert Schmitz, revelou nesta quarta-feira (03), que os números exatos para a Alemanha só serão divulgados na segunda semana de julho. Atualmente a empresa fornece 5900 empregos no país e a Compaq, 2600.

"Esperamos dar conta da situação com um mínimo possível de demissões. Temos o maior interesse num desenrolar justo", afirmou Schmitz. A direção da HP já está negociando com os diferentes conselhos técnicos quanto a programas voluntários de indenizações e de trabalho em meio expediente.

Segundo o diretor-gerente, a redução dos quadros é necessária para garantir a competitividade da nova HP. Em nível europeu, os cortes de pessoal não serão simplesmente deliberados proporcionalmente ao número de empregados em cada país, mas sim haverá um exame cuidadoso dos diversos setores de atividades. Por isso não é possível fazer prognósticos para a Alemanha, explicou Schmitz.

A visão dos associados – A incorporação da Compaq pela HP implicará um total de 15 mil demissões no mundo inteiro. Independente deste fato, a fusão dos grupos de computadores tem tido ressonância muito positiva junto à maioria dos clientes, sócios e analistas: "Conseguimos um início bem forte e rápido", assegurou Schmitz.

Equipes de integração estão ativas em todos os setores de negócios e a linha de produção dos próximos três anos já está definida. As representações nacionais da HP e da Compaq na Alemanha só serão unidas no fim do ano comercial 2001/2002, em 31 de outubro.

Links externos