1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Esporte

Hertha e Schalke fazem a primeira final da temporada

Assim como em 2001, os dois clubes decidem a Copa da Liga, espécie de torneio de início da temporada alemã. Stuttgart batalha ainda na Copa UI por uma vaga na Copa da Uefa.

default

Alex Alves e Marcelinho dançam capoeira ao comemorar o segundo gol do Hertha sobre o Borussia

O Campeonato Alemão só começa no dia 9 de agosto, mas a bola já está rolando oficialmente para os clubes da Bundesliga, desde o início de julho. O apito inicial da pré-temporada foi dado na Copa UI (Uefa Intertoto), que dá acesso a vagas extras na Copa da Uefa. Há uma semana, os principais times alemães disputam a Copa da Liga (Ligapokal). Hertha Berlim e Schalke fazem a final do torneio nesta quinta-feira, em Bochum.

Financeiramente interessante, mas um estorvo na preparação para o Campeonato Alemão. Assim vêem os clubes a Copa da Liga. Depois da falência do grupo de mídia Kirch, que resultou na redução do valor das cotas de transmissão da Bundesliga, os prêmios pagos no torneio de início da temporada alemã ganharam em importância para o caixa dos grandes clubes. Chegar à final, representa um reforço mínimo de 890 mil euros. A conquista do título vale 1,27 milhão.

Competição controvertida – Os números atraem os cartolas dos clubes, interessados em amistosos e torneios caça-níqueis. No entanto, técnicos e jogadores reclamam da maratona de jogos na pré-temporada, alguns com apenas 48 horas de intervalo. No afã de se brigar por um título de menor importância com uma equipe ainda sem o condicionamento físico ideal, é sempre grande o risco de algum jogador sofrer uma lesão e desfalcar seu time no início do Campeonato Alemão, como aconteceu terça-feira com Waldoch, do Schalke.

A solução encontrada pelos treinadores é poupar algumas estrelas ainda fora de forma (como Zé Roberto no Bayern de Munique, Amoroso e Dede no Borussia Dortmund, e Lúcio no Bayer Leverkusen). Por outro lado, aproveita-se os jogos para entrosar e observar novos contratados (por exemplo, Juan e França no Leverkusen; Luizão ainda não estreou no Hertha, por razões burocráticas). No fim das contas todos comemoram. Quem chega à final e principalmente quem vence a Copa reforça sua receita e ganha motivação extra com a conquista esportiva. Os eliminados nas duas etapas anteriores agradecem a oportunidade de terem mais tempo para se concentrar nos treinos e na preparação física.

O Hertha Berlim sabe que vencer a Copa da Liga pode ser um tiro n'água. Ao sagrar-se campeão em 2001 ao derrotar os favoritos Bayer Leverkusen, Bayern de Munique e Schalke, o time da capital alemã estreou na Bundesliga cheio de moral e se candidatando ao título nacional. O entusiasmo começou a ruir logo no primeiro jogo e esvaiu-se a cada rodada, até o clube entrar em crise e demitir seu técnico pouco antes do fim da temporada.

Os finalistas – O novo comandante do Hertha é o holandês Huub Stevens, que no ano passado perdeu a Copa da Liga com o Schalke. Agora estará do outro lado. Se em seu ex-clube, Stevens montava um time com base belgo-holandesa, no Hertha são os brasileiros que brilham. Nas duas vitórias na competição (4x3 nos pênaltis sobre o Bayern de Munique e 2x1 sobre o Borussia Dortmund), Marcelinho Paraíba e Alex Alves foram decisivos.

Já o Schalke chega à final após disputar apenas um jogo: 2 a 0 sobre o Bayer Leverkusen. Como campeão da Copa Alemanha, o time agora treinado por Frank Neubarth teve a vantagem de estrear já na semifinal do torneio, assim como o Borussia Dortmund, atual campeão alemão. A sexta equipe a participar da Copa da Liga foi o Werder Bremen, eliminado pelo Leverkusen na primeira rodada.

Copa UI – A competição européia, cujos três melhores colocados conseguem vagas na Copa da Uefa, começou este ano com três representantes da Bundesliga: Kaiserslautern, Stuttgart e 1860 Munique, sétimo a nono colocados no Campeonato Alemão passado. Os dois últimos entraram em campo a partir da segunda rodada, enquanto o Kaiserslautern teve o privilégio de estrear na terceira.

A vantagem não lhe rendeu dividendos. A equipe dos brasileiros Lincoln e Ratinho foi eliminada após uma vitória de 2 a 1 e uma derrota de 4 a 0 pelo time tcheco FK Treplice, afundando em crise antes mesmo a temporada propriamente dita começar. A sorte também não brilhou para o 1860 Munique. A equipe bávara, recém-reforçada pelo brasileiro Rodrigo Costa (ex-Grêmio), foi despachada logo de cara pelo desconhecido Bate Borisow, da Bielorússia, com duas derrotas (1x0 e 4x0).

O sobrevivente – O Stuttgart é o único que permanece no páreo para se juntar à representação alemã na Copa da Uefa. Hertha Berlim, Schalke, Werder Bremen e Bayern de Munique têm vaga garantida na competição, sendo que este último, como terceiro colocado no último Campeonato Alemão, ainda disputará um upgrade para a cobiçada Liga dos Campeões, da qual foi campeão em 2000.

Rumo à "segunda divisão" européia, o Stuttgart já passou pelo belga Lokeren (2x0 e 1x0) e pelo italiano Perugia (3x1 e 1x2). O próximo adversário é o croata Slaven Belupo, com partidas marcadas para esta quarta-feira (31) e o próximo dia 7. Caso siga em frente, o passo final será contra o vencedor do duelo entre o francês Lille e o inglês Aston Villa.

Links externos