Herman van Rompuy: presidente da União Europeia e poeta | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 20.11.2009
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Herman van Rompuy: presidente da União Europeia e poeta

O primeiro-ministro belga estudou ciências econômicas e filosofia e tem a poesia como hobby. Escolha dos líderes europeus foi uma aposta na capacidade de mediação e negociação de Herman van Rompuy.

default

Herman van Rompuy: o discreto mediador político

Herman van Rompuy é uma pessoa que se deixa convencer. Pelo menos fora assim há dez meses, quando o rei Alberto 2º da Bélgica procurava alguém para ocupar o cargo de primeiro-ministro, o qual absolutamente ninguém queria. No fim, Van Rompuy se colocou à disposição de sua realeza e aceitou o posto, começando a remontar os escombros de uma despedaçada coalizão de governo.

Na verdade, o negociador Van Rompuy gostaria de continuar o seu compromisso com o governo belga até as próximas eleições do Parlamento, em junho de 2011, porém a situação tomou outro rumo.

Também interessados num mestre das negociações, os líderes dos países da União Europeia designaram o discreto democrata-cristão belga, com seus óculos e seus cabelos grisalhos, para a presidência do bloco.

Herman Van Rompuy mit Catherine Ashton

Herman van Rompuy, Catherine Ashton e o primeiro-ministro sueco Frederik Reinfeldt na cúpula em Bruxelas

O próprio Van Rompuy reconheceu que o líder do bloco deve ser um bom negociador. "O novo presidente deve ser alguém que procure o consenso, o compromisso entre os 27 países [da União Europeia]", afirmou o atual primeiro-ministro da Bélgica.

Por que Van Rompuy?

O primeiro-ministro vem de um país pequeno da UE, que além disso participou da fundação do bloco e faz parte da zona do euro. Ele pertencente ao bloco conservador, que reivindicava a ocupação deste importante cargo. Tem larga experiência política e, sobretudo, não incomoda ninguém.

Pois um um líder com notoriedade no cenário político europeu era algo que os chefes de Estado e de governo da União Europeia não queriam. Para a posição de principal mediador e organizador no Conselho Europeu, Herman van Rompuy cai como uma luva para os eles.

Pai de família e internauta

Aos 62 anos, Van Rompuy é casado, tem quatro filhos e um neto. Para quem quiser conhecer um pouco da vida privada do futuro presidente da União Europeia, o belga também tem uma página no Facebook, onde exibe fotos despretensiosas vestindo shorts e chinelos nos desertos australianos.

Herman Van Rompuy

Aos 62 anos, van Rompuy também é filósofo e poeta

Em sua página de recados, Van Rompuy escreve em flamengo, embora ele obviamente fale francês fluentemente. Encantado principalmente pelas belas palavras, além de ciências econômicas ele estudou Filosofia, tendo publicado vários livros sobre questões éticas. Em seu perfil, recomenda sua lista de leituras preferidas, além de postar sempre o poema da semana.

Poeta e filósofo

Regularmente Van Rompuy também escreve haicais, formas poéticas de origem japonesa que consistem em 17 sílabas. “Drie golven rollen samen de haven binnen, het trio is thuis” (Três ondas batem simultaneamente no porto, o trio agora chegou), escreveu o primeiro-ministro belga.

A texto fora escrito para os três países que ocuparão a presidência rotativa da UE nos próximos meses: a Espanha, a Bélgica e a Hungria. Agora ele vivenciará a presidência rotativa belga, que começa em meados de 2010, não mais como primeiro-ministro da Bélgica, mas como presidente permanente do bloco. Mais uma vez, Van Rompuy se deixou convencer.

Autora: Susanne Henn (jbn)
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais