Helicóptero com 13 pessoas a bordo cai na Noruega | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 29.04.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Helicóptero com 13 pessoas a bordo cai na Noruega

Ao menos 11 pessoas morrem no desastre e duas estão desaparecidas. Aeronave transportava funcionários de petrolífera, que voltavam de uma plataforma no Mar do Norte.

Equipes de resgate buscam sobreviventes de queda de helicóptero na Noruega

Equipes de resgate buscam sobreviventes de queda de helicóptero na Noruega

Ao menos 11 pessoas morreram nesta sexta-feira (29/04) na queda de um helicóptero na costa oeste da Noruega. A aeronave, com 13 pessoas a bordo, transportava funcionários da petrolífera Statoil que voltavam de uma das maiores plataformas do país, no Mar do Norte. Duas pessoas continuam desaparecidas.

"O helicóptero está completamente destruído. Os serviços de resgate estão fazendo tudo o que podem para encontrar pessoas com vida", disse o porta-voz do Centro de Coordenação de Resgate do Sul da Noruega. Além de 11 noruegueses, um britânico e um italiano estavam na aeronave. As condições meteorológicas eram normais. As causas da tragédia ainda são desconhecidas.

Helicóptero caiu na região de Turoey

Helicóptero caiu na região de Turoey

Nuvens de fumaça emergiram do local da queda, uma extensão de mar com muitas ilhas pequenas, e destroços podiam ser vistos nas rochas. Testemunhas disseram à imprensa norueguesa que viram a hélice se separar do helicóptero ainda no ar. "Olhei para cima e vi a hélice se separar e desaparecer em direção ao norte. Depois disso, vi o fogo na parte de cima do helicóptero, onde a hélice estava. Ele pegou fogo antes de cair", disse uma testemunha.

O helicóptero bateu na costa rochosa e foi localizado dentro no mar, enquanto a hélice estava num rochedo a cerca de 300 metros de distância. Autoridades norueguesas confirmaram que as duas caixas-pretas da aeronave foram encontradas. As peças serão analisadas no Reino Unido.

A primeira-ministra norueguesa, Erna Solberg, lamentou o acidente. "Vocês não estão sozinhos na sua tristeza", disse Solberg, ao expressar condolência às famílias das vítimas.

A autoridade de aviação civil da Noruega proibiu temporariamente o voo de helicópteros do mesmo tipo até que as causas do desastre sejam esclarecidas. Medida semelhante foi adotada também pela autoridade de aviação civil britânica.

O Grupo Airbus, fabricante do modelo, afirmou estar profundamente entristecido com a tragédia e que fornecerá todo o apoio necessário nas investigações sobre a causa da queda.

O modelo Eurocopter EC225LP é amplamente utilizado no setor de petróleo e gás. A aeronave que caiu nesta sexta-feira adiou duas vezes a manutenção no ano passado, afirmou uma autoridade de aviação à imprensa local, ressaltando que helicópteros desse modelo já apresentaram problemas em 2012.

CN/rtr/lusa/ap

Leia mais