1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Heinz-Harald Frentzen, o retorno

default

Há muito tempo não se via Frentzen tão sorridente e otimista quanto antes desta temporada. Após ter sido demitido pela Jordan em julho de 2001, o piloto viveu um período de decadência tendo de aceitar correr pela Prost e Arrows para não abandonar o circo da F-1. Ambas as equipes acabaram falindo. Por sorte, reencontrou seu caminho ao voltar para a Sauber, escuderia na qual já pilotou em seu início de carreira. "Mas ela não é mais comparável àquela que deixei em 1996. Desenvolveu-se, cresceu muito", diz Frentzen.

O alemão não esconde que um das motivações para sua décima temporada na Fórmula-1 é ter pela primeira vez um conterrâneo como parceiro de equipe. E, por coincidência, ambos são naturais da mesma cidade, Mönchengladbach. Inevitável que a imprensa nacional explore o duelo interno da Sauber e assim incentive os dois. "Estou ansioso pelo duelo. Vai sair fumaça", afirma Frentzen.

O piloto alemão mais velho da F-1 nasceu a 18 de maio de 1967 e mora atualmente em Monte Carlo (Mônaco), com a esposa, Tanja, e a filha, Lea. Sua estréia na elite do automobilismo mundial deu-se no GP do Brasil de 27 de março de 1994, com uma Sauber. Sua primeira vitória veio três anos depois, na Williams, escuderia pela qual chegou a sagrar-se vice-campeão em 1997. Venceu três grandes prêmios em sua carreira.

Leia mais