1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Heike Drechsler quer o 5º título europeu

A tetracampeã européia de salto em distância pretende conseguir sua quinta vitória no Campeonato Europeu de Atletismo, em Munique. Aos 37 anos de idade, Heike Drechsler prova que faz jus ao título de "atleta do século".

default

Heike Drechsler

Heike Drechsler ganhou sua primeira medalha de ouro em uma competição internacional 19 anos atrás, no Campeonato Mundial de Atletismo realizado em 1983, na capital da Finlândia, Helsinque. Na ocasião, a então atleta da República Democrática da Alemanha (RDA) bateu a marca de 7,27 metros em salto à distância, revelando um futuro promissor no esporte.

Hoje, aos 37 anos, a loirinha não apenas acumula uma série de vitórias como também é admirada pelo público alemão, que recentemente a elegeu a esportista mais querida e simpática do país, à frente dos irmãos pilotos Michael e Ralf Schumacher e também do ciclista Jan Ullrich.

Uma das maiores esperanças da equipe alemã do 18ª Campeonato Europeu de Atletismo, que inicia nesta terça-feira (6/8) em Munique, Heike Drechsler tem uma meta definida: pretende tornar-se pentacampeã européia de salto em distância.

A experiência de mais de 20 anos no atletismo vale ouro. E Heike sabe usufruir disso. Há duas semanas, durante o último treino oficial, ela atingiu a marca de 6,85 metros, ocupando assim o quarto lugar no ranking europeu de sua modalidade. À sua frente no ano de 2002, estão apenas as russas Tatjana Kotova (7,42m) e Tatjana Ter-Merrobyan (7,06m), além da espanhola Concepsion Montaner (6,89M).

Confiança - Exatamente por isso, Heike não teme sua principal adversária, Tatjana Kotova, na prova de classificação que será realizada na noite desta terça-feira, no Estádio Olímpico de Munique. "Eu estou em forma e não tenho medo dos resultados. Os concorrentes sabem que quando eu estou bem consigo muita coisa. Kotova era a favorita na Olimpíada de 2000 e acabou em quarto lugar. Eu vou lutar e não pretendo facilitar a vitória de ninguém", frisou a atleta alemã.

Um dos grandes trunfos da "grande dama do esporte", como é carinhosamente chamada pela imprensa alemã, é justamente sua incrível autoconfiança. "Eu estou pronta para disputar este campeonato europeu com sucesso. É claro que outras atletas podem saltar mais do que sete metros, mas isso já provei que também consigo. Eu acredito em mim. Se agir corretamente, não perder a paciência e enfrentar os desafios com equilíbrio, então tudo será possível".

Carreira - Heike Drechsler, nascida na cidade de Gera, no estado da Turíngia, quase seguiu carreira em outra modalidade esportiva. A garota revelação da ex-RDA foi mandada primeiramente para a natação, no começo dos anos 70. Por causa de sua constituição física, entretanto, acabou indo para o atletismo, em 1977. Com apenas 13 anos saltava a uma distância de 5,69 metros. Aos 15 anos, chegou a 6,64 metros e com 17 anos ultrapassou a marca dos sete metros.

Seu excelente desempenho já lhe rendeu oito medalhas de ouro, das quais duas em Olimpíadas (1992 e 2000), duas em campeonatos mundiais (1983 e 1993) e quatro em competições européias (1986, 1990, 1994 e 1998).

Na ativa - Apesar de ter uma idade bem mais avançada do que a média das atletas, Heike Drechsler não pensa em abandonar o esporte. Aos 37 anos, vivendo com o francês Alain Blondel na cidade de Karlsruhe e mãe de um filho de 12 anos, fruto de seu primeiro casamento, ela tece planos para o futuro.

Em recente entrevista à revista alemã Stern, Heike admitiu que, com seu desempenho, também deseja provar "que uma mulher com 37 anos de vida e 23 anos dedicados ao esporte ainda é capaz de ter um corpo bonito".

Por estes e outros motivos, ela não cogita encerrar tão logo sua carreira, ainda no auge. "Nos próximos anos continuarei na ativa, não tenho a menor dúvida disso. Por que eu deveria parar? Ainda quero disputar o Mundial de 2003 em Paris e talvez a Olimpíada de 2004 em Atenas", disse com orgulho Heike Drechsler.