Harnik: ″Anfitrião de tanto sucesso quanto a Alemanha″ | Acompanhe a cobertura especial sobre as partidas da Eurocopa | DW | 23.05.2008
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Eurocopa

Harnik: "Anfitrião de tanto sucesso quanto a Alemanha"

Atacante Martin Harnik fala das expectativas em relação à Euro 2008, que acontece na Áustria e na Suíça em junho.

default

Harnik integrou a seleção sub-20 da Áustria

Martin Harnik, de 20 anos, é atacante da seleção da Áustria e do Werder Bremen. Ele falou a DW-WORLD.DE sobre a organização da Eurocopa, a Alemanha como adversária da Áustria na competição e as vantagens que sua equipe tem com o fato de ele atuar na Bundesliga.

DW-WORLD.DE : Como austríaco, você é anfitrião da Euro 2008. O que você espera da competição?

Martin Harnik : Bem, após ter acompanhado a Copa na Alemanha, espera-se muito deste evento. Naturalmente queremos ser um ótimo anfitrião e esperamos bons jogos.

O clima da Euro na Áustria será tão sensacional como o Mundial há dois anos na Alemanha?

Isto será difícil, pois em primeiro lugar trata-se de uma Eurocopa e não de um Mundial. Em segundo lugar, porque a Euro será dividida entre a Áustria e a Suíça. Por isso, creio que o clima não será de tanta euforia, mas espero que ao menos chegue perto.

Você já joga há alguns anos na Alemanha, no Werder Bremen. Sua experiência na Bundesliga é importante para a seleção austríaca?

Sim, justamente é vantagem estar no Werder Bremen, pois jogamos um futebol rápido e nos treinos sempre tentamos jogar direto. Por isso trago velocidade à seleção austríaca. Tenho 20 anos de idade e também ainda posso aprender muito dos demais jogadores da seleção.

Você conhece bem os jogadores alemães e o futebol alemão. Você vê isto como vantagem?

Sim, claro que é vantagem quando se conhece o adversário melhor do que outros. Mas acredito que de qualquer maneira antes da Euro ainda vamos nos ocupar longamente com cada adversário. Daí cada um de nossos jogadores conhecerá bem os adversários. Talvez agora ainda seja uma vantagem, mas eu também gostaria que cada um de meus colegas na seleção possa se beneficiar disso.

A Áustria perdeu o amistoso contra a seleção alemã em fevereiro último. Haverá outro resultado no confronto de ambas pela Euro?

Claro, esperamos uma desforra. Apesar de tudo, devemos estar satisfeitos com o jogo contra os alemães, pois justamente no primeiro tempo atuamos muito bem. Praticamente os dominamos, mas faltaram os gols. Até a Euro faltam algumas partidas e por isso acho que estaremos ainda melhores na Eurocopa.

Em fevereiro, foi apenas um teste. O próximo jogo contra a Alemanha (em 16/06) será para ambas as equipes o jogo mais importante da Eurocopa. Qual será o resultado?

Antes disso ainda temos dois outros jogos importantes. O melhor seria naturalmente se ambas as equipes já estivessem classificadas na terceira partida. Mesmo assim será um espetáculo. Mas até lá temos de melhorar ainda mais e acredito que vamos fazer isso.

Qual, em sua opinião, é o adversário mais perigoso: Polônia, Croácia, Alemanha?

Os três são adversários fortes. Não foi à toa que se classificaram para a Eurocopa. Os três jogos serão difíceis, pois cada time quer vencer, cada equipe está lá para ganhar. Temos a vantagem de jogar em casa. Por isso, naturalmente, tentaremos atingir as quartas-de-final.

E até onde a seleção austríaca vai chegar mesmo?

Espero que, ao menos, até as quartas-de-final.

Sob o ponto de vista do futebol, seria um grande triunfo. O que a Áustria pretende atingir como anfitriã?

Se tivermos tanto êxito como a Alemanha (na Copa de 2006) poderemos estar muito satisfeitos.

Martin Harnik (20 anos) ascendeu na temporada passada das categorias inferiores à equipe principal do Bremen. Depois de sua atuação no Mundial de Sub-20 em 2007 no Canadá, foi convocado para a seleção principal.

Leia mais