1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Hamburgo inaugura mais moderno planetário do mundo

O planetário de Hamburgo investiu 11 milhões de euros para criar a mais moderna simulação do espaço cósmico.

default

O prédio do planetário de Hamburgo

A tecnologia que garante a ilusão audiovisual de uma viagem de descobertas através do universo foi desenvolvida pela empresa Zeiss, de Jena, tradicional fabricante de óptica e eletrônica de precisão.

A cúpula do planetário, onde são projetadas as imagens de vídeo e laser, custou nada menos que 2,5 milhões de euros. "Estamos trazendo o céu para a Terra", resumiu Thomas Kraupe, diretor do planetário de Hamburgo.

Krause trouxe para Hamburgo sua experiência de consultor do Museu Americano de História Natural. Ele colaborou no desenvolvimento do novo projetor do Planetário Hayden, de Nova York, inaugurado em 2000. Este sistema foi desenvolvido também pela empresa Zeiss, mas Krause garante que a versão de Hamburgo é ainda mais avançada.

Fotos da NASA e da ESA

Os projetores do planetário de Hamburgo utilizam as mais recentes imagens da ESA (Agência Espacial Européia) e da NASA para oferecer representações minuciosas da Terra e do sistema solar. O planetário tem capacidade para 254 visitantes que, sentados em confortáveis poltronas reclináveis, são mergulhados num mundo fascinante de imagens e sons surround em dolby digital.

Ao contrário dos tradicionais planetários, que ofereciam apenas projeções de imagens celestes, as novas tecnologias permitem simular viagens cósmicas, incorporando portanto possibilidades que já se tornaram corriqueiras no cinema e na televisão.

As viagens espaciais do planetário de Hamburgo conduzem o público até os anéis de Saturno, a galáxias desconhecidas e oferecem a sensação de queda dentro de um buraco negro, essas zonas de concentração de energia do universo. A aterrissagem nos planetas Vênus e Marte fazem parte também do programa.

Poeira de estrelas

A idéia de um "concerto dentro das estrelas" resume a concepção do novo planetário de Hamburgo. "Tudo o que existe consiste em poeira de estrelas", ressalta Kraupe. "O céu não existe sobre nós, mas em volta de nós".

O primeiro planetário alemão foi inaugurado em 1923, em Munique. Hoje funcionam cerca de 60 planetários na Alemanha. Na concepção de Kraupe, os planetários são lugares de encontro entre o homem e o mundo, entre a Terra e o cosmos. É a forma mais fascinante de se tomar consciência do planeta em que vivemos.

Leia mais

Links externos