Hackers atacam conta no Twitter de comando militar dos EUA | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 12.01.2015
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Hackers atacam conta no Twitter de comando militar dos EUA

Grupo que afirma apoiar o "Estado Islâmico" troca foto na rede social do Centcom e publica vários "posts", incluindo documentos internos. Conta é posteriormente desativada.

Um grupo de hackers que declara simpatia pelo "Estado Islâmico" (EI) reivindicou nesta segunda-feira (12/01) um ataque ao comando militar dos EUA para o Oriente Médio, divulgando documentos internos, incluindo endereços de oficiais.

O alvo do ataque foram as contas que o Centcom, comando militar responsável pelo Oriente Médio Oriente e Ásia Central, tem na rede social Twitter e no portal de vídeos YouTube.

O grupo, chamado CyberCaliphate (Cibercalifado, em português), trocou a imagem do perfil da conta, colocando uma pessoa com o rosto coberto e a bandeira utilizada pelo EI. Também publicou mensagens extremistas, nomeadamente ameaças contra os norte-americanos.

O Centcom confirmou ter sido alvo deste ataque informático, tendo anunciado a desativação da conta do comando na rede Twitter.

Os jihadistas do EI, combatentes que iniciaram em junho passado uma grande ofensiva e que se assumem como participantes numa guerra santa, proclamaram um califado nos vastos territórios que controlam na Síria e no Iraque.

AS/lusa/afp