1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Haas e Schüttler aliviam honra do tênis masculino alemão

Os dois venceram e são os únicos dos seis inscritos a passarem para a segunda rodada. Mulheres fazem melhor. A maioria das alemãs segue no Aberto da Austrália.

default

Haas não vacilou em Melbourne

Thomas Haas e Rainer Schüttler salvaram, nesta terça-feira, o que resta da honra do tênis masculino alemão. Os dois foram os únicos dos seis participantes do Aberto da Austrália, em Melbourne, a classificarem-se para a segunda rodada. No feminino, Marlene Weingärtner e Martina Müller surpreenderam ao despachar cabeças-de-chave. Cinco das oito alemãs inscritas no primeiro Grand Slam do ano venceram na estréia.

Haas passou fácil pelo russo Andrei Stoliarov. Em apenas 79 minutos, impôs 3 sets a 0 (6/1, 6/3 e 6/1). Mesmo assim, ele não ficou satisfeito. "Ainda não me sinto tão bem quanto gostaria. Ainda me falta um pouco de confiança nos saques", admite o tenista de 23 anos, que vinha de uma série de três derrotas na semana passada.

Já Schüttler precisou de quase três horas para derrotar o francês Paul-Henri Mathieu por 3 a 2 (2/6, 6/1, 4/6, 6/1 e 6/4), apesar de o adversário ocupar mais de 100 posições atrás no ranking mundial da ATP. "Eu já havia perdido para ele numa partida de exibição em Paris. Estava prevenido", comentou o alemão de 25 anos.

Axel Pretzsch e o teuto-brasileiro Tomas Behrend seguiram os passos de Nicolas Kiefer e demais alemães que jogaram na segunda-feira. Pretzch perdeu para o equatoriano Nicolas Lapenti por 3 a 1 (7/5, 4/6, 6/0 e 6/0) e Behrend, para o belga Xavier Malisse por 3 a 0 (6/4, 6/4 e 7/5).

Marlene Weingärnter e Martina Müller surpreenderam e derrubaram duas cabeças-de-chave. A primeira eliminou a espanhola Angeles Montolio por 2 a 0 (ambos 6/3), enquanto Müller despachou a argentina Paola Suarez por 6/3 e 6/4. Anca Barna não passou pela húngara Petra Mandula (2x0, ambos 6/4).

Próximos jogos – A grande surpresa desta terça-feira foi a eliminação do australiano Lleyton Hewitt pelo espanhol Alberto Martin por 3 a 1 (1/6, 6/1, 6/4, 7/6). Sem o número 1 do ranking da ATP no páreo, assim como o norte-americano Andre Agassi, que desistiu de participar da competição, sobem as chances de Thomas Haas no Aberto. O alemão, que pega na segunda rodada o qualificante francês Jean-François Bachelot, só deverá ter adversários preocupantes a partir das oitavas-de-final, quando cruzaria com o suíço Roger Federer, ou nas semifinais, onde o americano Pete Sampras possivelmente o estará esperando.

Schüttler não deve alimentar esperanças de repetir à façanha de 2001, quando chegou até as oitavas-de-final, sendo eliminado por Carlos Moyá. Um ano depois, o espanhol cruza o caminho do alemão bem mais cedo, já na segunda rodada.

No feminino, a bola volta a quicar para as tenistas alemãs já nesta quarta-feira. Contra a francesa Nathalie Dechy, Bianka Lamade tem boas perspectivas de seguir na competição. Barbara Rittner e Greta Arn não tiveram a mesma sorte. Esta enfrentará a suíça Martina Hingis, e Rittner, a luxemburguesa Anne Kremer.

As estréias dos alemães

  • Thomas Haas 3 x 0 Andrei Stoliarov (Rússia)
  • Rainer Schüttler 3 x 2 P. Mathieu (França)
  • Axel Pretzsch 1 x 3 Nicolas Lapenti (Equador)
  • Tomas Behrend 0 x 3 Xavier Malisse (Bélgica)
  • Nicolas Kiefer 0 x 3 Jiri Novak (Rep. Tcheca)
  • Lars Burgsmüller 2 x 3 D. Hrbaty (Eslováquia)
    • M. Weingärtner 2 x 0 A. Montolio (Espanha)
    • Martina Müller 2 x 0 Paola Suarez (Argentina)
    • Anca Barna 0 x 2 Petra Mandula (Hungria)
    • Barbara Rittner 2 x 0 Eva Bes (Espanha)
    • Jana Kandarr 0 x 2 Nuria Llagostera (Espanha)
    • Andrea Glass 0 x 2 Barbara Schett (Áustria)
    • Bianka Lamade 2 x 1 Celina Beigbeder (França)
    • Greta Arn 2 x 1 Samantha Stosur (Austrália)

Leia mais

Links externos