1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Grupo sequestra ao menos 89 rapazes no Sudão do Sul

Segundo testemunhas, homens armados fizeram buscas de casa em casa para levar todos os garotos com idade superior a 12 anos. Unicef estima que ao menos 12 mil crianças estão sendo usadas na guerra civil no país.

QUALITÄT Südsudan Kindersoldaten

Segundo Unicef, ao menos 12 mil crianças estão sendo usadas na guerra civil no Sudão do Sul

Na esteira da guerra civil no Sudão do Sul, um grupo armado raptou dezenas de crianças e jovens de suas casas no norte do país, informou neste sábado (21/02) o Fundo das Nações Unidas para a Infância (Unicef) por meio de comunicado.

"Ao menos 89 crianças foram raptadas, mas esse número pode ser ainda muito maior". De acordo com a Unicef, o rapto aconteceu na cidade de Wau Shilluk, no norte do país.

Segundo testemunhas, homens armados fizeram buscas de casa em casa, para levar todos os garotos com idade superior a 12 anos. A vítima mais jovem teria 13 anos de idade.

"O recrutamento e o uso de crianças por forças militares destrói famílias e comunidades", declarou o diretor da Unicef no Sudão do Sul, Jonathan Veitch. De acordo com o órgão da ONU, ainda não se sabe de qual grupo armado os sequestradores fazem parte.

Desde dezembro de 2013, o Sudão do Sul vem sendo abalado por uma disputa de poder entre o presidente do país, Salva Kiir, e seu ex-vice, Riek Machar.

O conflito é acirrado ainda mais pelo fato de os adversários pertencerem a diferentes grupos étnicos. A Unicef estima que ao menos 12 mil crianças estejam sendo usadas por ambas as partes na guerra civil no Sudão do Sul.

CA/lusa/afp

Leia mais