1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Grupo islamista detido na França era muito perigoso, afirma procurador

As 12 pessoas detidas no final de semana formam uma célula terrorista "extremamente perigosa" e tiveram sua prisão preventiva prolongada por um dia.

A polícia francesa descobriu componentes para fabricar bombas durante a investigação do grupo de 12 extremistas islâmicos desmantelado no fim de semana, afirmou nesta quarta-feira (10/10) o procurador da República em Paris, François Molins.

Entre os componentes encontrados durante buscas realizadas pela polícia na noite de terça para quarta-feira, há vários ingredientes para a fabricação de bombas, afirmou o procurador. Ele disse que os detidos formam uma célula terrorista extremamente perigosa e, por isso, a prisão preventiva deles foi prolongada por um dia, de quatro para cinco.

Doze pessoas haviam sido detidas no sábado numa operação iniciada após um atentado com granada defensiva contra uma loja de judeus em Sarcelles, em 19 de setembro, do qual resultou uma pessoa ferida.

Também no sábado, o presumível líder do grupo, identificado como Jeremie Sidney, de 33 anos, morreu num confronto armado com agentes da polícia quando estes se preparavam para detê-lo em Estrasburgo, noroeste da França.

O procurador sublinhou ainda não estar confirmado que os dois autores do ataque com granada em Sarcelles estejam entre os detidos.

AS/lusa/afp/rtr
Revisão: Roselaine Wandscheer

Leia mais