1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Grupo armado mata cidadão alemão e rapta outro na Nigéria

Dois funcionários de uma construtora viajavam em veículos separados e sem escolta de segurança quando foram atacados. Autoria do ataque ainda não foi reivindicada.

default

Dois alemães trabalhavam para a construtora Julius Berger na Nigéria

Um grupo de homens armados matou um cidadão alemão e raptou outro no sul da Nigéria, anunciaram nesta segunda-feira (27/10) autoridades locais. O ataque a dois funcionários de uma construtora ocorreu na manhã de sexta-feira, perto da cidade de Sagamu, estado de Ogun, e foi divulgado somente nesta segunda, quando o ministro do Exterior da Alemanha, Frank-Walter Steinmeier, visitou a capital da Nigéria, Abuja.

O porta-voz da polícia nigeriana disse à agência de notícias AFP que quatro homens atacaram os veículos em que estavam os funcionários. Um deles foi alvejado e chegou já morto ao hospital. Um porta-voz da construtora Julius Berger disse que ambos – o funcionário da empresa e o subempreiteiro – viajavam em veículos separados, sem escolta de segurança e que a empresa coopera com as autoridades locais para conseguir a libertação do refém.

O rapto de estrangeiros é comum no sul da Nigéria, onde normalmente os raptores libertam os reféns depois do pagamento de um resgate. Alguns estrangeiros também têm sido raptados no norte, em ataques aparentemente ligados ao grupo islâmico Boko Haram. O autoria do ataque aos dois alemães ainda não foi esclarecida.

Um alemão foi raptado em julho no nordeste do estado de Adamawa, uma das áreas sob estado de emergência devido aos ataques do Boko Haram. O seu paradeiro e estado continuam desconhecidos.

AS/lusa/afp/dpa/rtr