1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Gregos vãos às urnas na quinta eleição em seis anos

Passado um mês da renúncia do ex-premiê Alexis Tsipras, gregos elegem novo governo. Pesquisas apontam para corrida apertada, já que nenhum dos partidos deverá obter maioria absoluta.

Os eleitores gregos vão às urnas neste domingo (20/09) pela quinta vez em seis anos e pela terceira vez este ano, após uma eleição em janeiro e um referendo sobre o pacote de ajuda financeira em julho último.

Desta vez, eles vão escolher um novo governo, um mês depois de o ex-primeiro-ministro esquerdista Alexis Tsipras ter renunciado. O chefe do partido Syriza está tentando um novo mandato para executar as reformas acordadas no contexto da nova ajuda internacional no valor de 86 bilhões de euros.

As urnas abriram às 6 horas (hora local) deste domingo. Os primeiros resultados oficiais deverão sair depois das 20 horas (hora local).

Grande coalizão possível

De acordo com as pesquisas eleitorais, o partido de esquerda Syriza e os conservadores do Nova Democracia, do ex-presidente do Parlamento Evangelos Meimarakis, estão praticamente empatados.

Ao lado dos dois favoritos, outros sete partidos lutam para entrar no Parlamento grego. Desta forma, é altamente provável que nem os esquerdistas nem os conservadores consigam obter a maioria absoluta – e que dependam de parceiros de coalizão para governar.

Ao contrário de eleições anteriores, Tsipras evitou ataques pessoais contra os adversários conservadores – o que levanta a suspeita de que uma grande coalizão não está totalmente descartada. Segundo pesquisas, a maioria dos gregos se mostra favorável a uma grande coalizão.

CA/rtr/afp/dw

Leia mais