1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Graz brilha em 2003

A segunda maior cidade da Áustria e capital da Estíria porta este ano o título de Capital Européia da Cultura. Um longo fim de semana, de 9 a 12 de janeiro, marca o início da programação.

default

Símbolo da cidade: a torre do relógio

Situada em meio à paisagem atraente dos vinhedos da Estíria, região de clima agradável, Graz com seus 875 anos e 250 mil habitantes, é pouco conhecida pelos turistas. Este ano, a segunda maior cidade da Áustria, que vive à sombra da capital, Viena, vai ter seus dias de rainha e espera atrair dois milhões de visitantes. Tudo por conta de um amplo programa cultural, com mais de cem projetos de teatro, dança, música e literatura, englobados sob o lema "Utopias para uma cidade".

"Vamos conceder um fórum às novas tendências nos mais diferentes setores da arte e da cultura, a fim de proporcionar impulsos para o futuro. E não apenas de uma perspectiva local, regional. Fomos buscar os participantes na Europa inteira, principalmente artistas dos países que vão entrar para a União Européia, quer dizer, do Sudeste da Europa", é assim que Manfred Maulhofer, presidente do comitê de organização, explica a concepção do Graz Dois-Mil-e-Três, o projeto desenvolvido para o programa Capital Européia da Cultura.

De 9 a 12 de janeiro, a cidade que se orgulha de ter o maior centro histórico intacto num país de língua alemã, vai viver um fim de semana de festas e eventos que marcam o início de uma programação cultural que vai agitar Graz pelos próximos 11 meses.

Concha e Bolha Azul

Um dos mais espetaculares projetos com que a cidade se embelezou para desempenhar seu papel é de autoria do arquiteto nova-iorquino Vito Acconci, que construiu uma concha de vidro e aço numa ilha artificial criada por ele no Mur, o rio que deve assim ser integrado ao agito da cidade.

Dom Mausoleum in der Kulturhauptstadt Graz 2003, Österreich

Catedral de Graz

Na margem direita do rio, um prédio ainda em construção chama desde já a atenção. Ele vai abrigar a Casa da Arte, a ser inaugurada no segundo semestre, e tem a forma de uma gigantesca bolha de ar sobre apoios de concreto. Intitulado de Friendly Alien por seus autores, os arquitetos londrinos Peter Cook e Colin Fournier, o projeto já foi rebatizado pelo povo e ganhou o nome de Bolha Azul.

Um prédio industrial do século 19, restaurado, vai ser inaugurado como centro de espetáculos na estréia de Begehren (Desejo), teatro musicado de Beat Furrer que abre a programação, nesta quinta-feira (09). Outra estréia mundial que promete e também faz parte dos eventos inaugurais é Butterfly Blues, a primeira montagem teatral do conhecido Henning Mankell ( Assassinos sem Rosto, A Leoa Branca) em país de língua alemã, em co-produção com o Teatro Avenida de Maputo, em Moçambique, onde o autor sueco vive parte do ano.

Ao contrário do que vinha ocorrendo de uns para cá, com duas ou três cidades dividindo entre si o título de Capital Européia da Cultura, Graz não tem concorrência em 2003.

Links externos