1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Grécia se aproxima de meta de recompra de títulos públicos

Plano grego de recompra de títulos parece estar próximo do objetivo. Donos de 30 bilhões de euros em papéis teriam se apresentado. Ministro das Finanças da Alemanha diz que ajuda a Atenas trará perdas bilionárias a país.

Segundo informações divulgadas pela mídia da Grécia, detentores de títulos públicos do país no valor total de quase 30 bilhões de euros se apresentaram até a noite da última sexta-feira (07/12), fim do prazo para a recompra das dívidas públicas.

Jornais gregos afirmaram que investidores estrangeiros ofereceram, de acordo com as primeiras estimativas, entre 15 a 16 bilhões de euros. Os bancos gregos, que detêm títulos com valor nominal de 17 bilhões de euros, declararam também a participação no programa, no qual a Grécia oferece recomprar diversos títulos públicos de longo prazo a preços entre 30,2% e 40,1% do valor original.

Em função da dramática crise de endividamento do país, os títulos públicos gregos haviam caído assustadoramente de valor. Caso os credores aceitem a atual oferta, eles se livrariam imediatamente de tais títulos problemáticos.

Atenas pretende usar 10 bilhões de euros do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF) para retirar 30 bilhões de euros de dívidas antigas do país do mercado. Isso irá reduzir em torno de 20 bilhões de euros da montanha de dívidas gregas, tornando-a bem menor. Investidores privados detêm um volume de aproximadamente 62 bilhões de euros de títulos públicos gregos. Praticamente metade deste valor está nas mãos de bancos e investidores estrangeiros.

Schäuble prevê perdas para Alemanha

Bundestag Haushaltsdebatte 2013

Wolfgang Schäuble, ministro alemão das Finanças

Só haverá um bom desfecho para o endividamento grego caso sejam liberados mais recursos para o país falido. Especialistas apontam que a recompra de dívidas por Atenas só será bem-sucedida se o valor total, incluindo todos os credores estrangeiros, ultrapassar a marca dos 15 bilhões de euros.

O ministro alemão das Finanças, Wolfgang Schäuble, afirmou em entrevista ao jornal Bild am Sonntag que o orçamento público alemão deverá sofrer uma perda de rendimentos de vários bilhões de euros devido às medidas de resgate da economia grega. Somente o KfW, banco de desenvolvimento do governo alemão, deverá, segundo o político, registrar perdas em torno de 130 milhões de euros ao ano por abdicar de juros dos títulos públicos gregos.

O ministro prevê perdas financeiras em torno de 2,7 bilhões de euros até 2035. Devido ao programa de resgate da economia grega, aprovado em novembro último, a Alemanha aceitou abdicar provisoriamente dos juros de títulos públicos gregos, bem como dos lucros de programas do Banco Central Europeu (BCE) para a compra de títulos públicos gregos.

SV/dpa/rtr/ afp
Revisão: Marcio Damasceno

Leia mais