1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

GP da Áustria é o único que Schumacher nunca ganhou

Tetracampeão deve seu melhor resultado na Áustria a Barrichello. Com 21 pontos de vantagem após cinco corridas, alemão espera acabar com série negativa no circuito alpino no domingo.

default

Adversários ainda vêem Ferrari de Barrichello e Schumacher como imbatível

O idílico circuito de Spielberg, na Áustria, é o único em que o piloto Michael Schumacher nunca conquistou um grande prêmio de Fórmula-1. Vencedor de 57 GPs em sua carreira, o piloto da Ferrari ignora a escrita e mostra-se otimista para a sexta corrida da temporada: "Não vejo motivos para que nossa seqüência positiva seja interrompida", diz Schumi.

Passado a euforia dos concorrentes do início da temporada, nenhum deles arrisca-se mais a fazer previsões de superar o tetracampeão a curto prazo. "Diante do desempenho que a Ferrari tem mostrado ultimamente, seria irreal acreditar que se possa tirar a diferença entre os carros de um grande prêmio para o outro", afirma Gerhard Berger, diretor de automobilismo da BMW, que fornece os motores da escuderia Williams.

McLaren dominou os últimos GPs em Spielberg

O piloto Ralf Schumacher acredita, porém, num desempenho melhor da equipe em Spielberg do que em Barcelona. "Espero que todos – inclusive eu – tenhamos feito o dever de casa", declara o irmão do líder do campeonato. O alemão da Williams acha ser possível diminuir a supremacia dos concorrentes na próxima corrida. "Na Áustria, vamos andar mais perto da Ferrari, pois o circuito favorece muito mais nosso carro", ressalta Ralf.

Na McLaren-Mercedes, o único argumento a animar a escuderia é a tradição de bons resultados na Áustria. Nos últimos quatro anos, seus pilotos subiram ao ponto mais alto do pódio três vezes: o finlandês Mika Hakkinen em 1998 e 2000 e o escocês David Coulthard em 2001. Este foi ainda segundo lugar em 1999.

Barrichello deu a Schumacher seu melhor pódio na Áustria

Um único segundo lugar, aliás, foi o melhor que Michael Schumacher conseguiu até hoje. Em 1997, terminou em sexto (após ser punido com um stop-and-go). No ano seguinte, saiu da pista, teve de reparar o carro nos boxes e mesmo assim chegou em terceiro. Em 1999, não disputou, por ter quebrado a perna num acidente em Silverstone. Em 2000, não terminou, devido a uma colisão com o brasileiro Ricardo Zonta.

Schumacher obteve seu melhor resultado no ano passado e mesmo assim de presente. O segundo colocado era Rubens Barrichello, parceiro de Schumacher na Ferrari. Na ocasião, o brasileiro recebeu ordens da equipe para deixar o alemão ultrapassá-lo a fim de conquistar o campeonato mundial.

Leia mais