1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Governo lança programa de privatização de estradas

O assunto vem sendo debatido há tempos, agora o governo federal vai dar o primeiro passo. Ministério dos Transportes anunciou privatização de cinco trechos de auto-estradas na Alemanha.

default

Auto-estrada na Baviera será primeira a ser licitada

A construção, manutenção e operação de cinco trechos de auto-estradas na Alemanha serão concedidas a empresas particulares, segundo o modelo de Parceria Público-Privada (PPP), anunciou o Ministério dos Transportes em Berlim.

Isto não significa, porém, que os motoristas tenham que se preparar para o pagamento de pedágio para poder circular pelos percursos em questão. O governo vai repassar às empresas interessadas em operar rodovias recursos provenientes das taxas de pedágio recolhidas, desde o início do ano, dos caminhões pesados em circulação pelas auto-estradas do país.

Primeira licitação já em março

Letzte Vorbereitungen für Lkw-Maut

Recursos provenientes da cobrança de pedágio de caminhões pesados serão repassados às operadoras

Os trechos selecionados pelo governo para os primeiros projetos-piloto distribuem-se por cinco Estados: Baviera, Turíngia, Renânia do Norte-Vestfália, Baden-Württemberg e Baixa Saxônia. A licitação para concessão do primeiro trecho, na Baviera, sul do país, deve ser lançada já em março. Os preparativos para a segunda, referente a um trecho na Turíngia (leste), já estão em andamento, segundo o ministério.

"Temos a meta ambiciosa de dar partida a todos os cinco projetos ainda este ano", declarou o ministro Manfred Stolpe. Ele espera finalizar o primeiro contrato com uma concessionária no segundo semestre de 2006. Stolpe vê a PPP como claro sinal para o setor da construção civil e para os bancos. "Conto com grande interesse por parte das empresas em participar dos projetos-piloto", disse o ministro.

Hochtief está interessada

A maior empreiteira da Alemanha já manifestou interesse: "Vamos nos candidatar com certeza", disse uma porta-voz da Hochtief assim que a notícia dos projetos se tornou conhecida. A empresa conta com a experiência de 15 projetos de operação e manutenção de estradas, num total de 880 quilômetros, nos quais participa em várias partes do mundo – além do Brasil, na Austrália, Israel e África do Sul.

O presidente da empreiteira, Hans-Peter Keitel, aposta no sistema PPP, tendo criado no começo deste ano a Hochtief PPP Solutions, com vistas à participação em projetos para a construção e manutenção de escolas, hospitais e prédios públicos. Até 2009, estão previstas na Alemanha licitações num volume total de seis bilhões de euros.

Leia mais