Governo francês retira computadores da rede após ciberataque em massa | Notícias e análises internacionais mais importantes do dia | DW | 07.03.2011
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Governo francês retira computadores da rede após ciberataque em massa

Ciberpiratas penetraram em 150 aparelhos do Ministério francês das Finanças e Orçamento. Dados foram enviados a endereço chinês. Dez mil computadores são colocados offline para melhorar condições de segurança.

default

Nesta segunda-feira (07/03), o governo francês retirou de rede cerca de 10 mil de seus computadores, a fim de reforçar as condições de segurança. A medida veio em reação a ataques de hackers que estariam ocorrendo desde dezembro último, segundo a revista Paris Match .

De acordo com esta, 150 aparelhos do Ministério das Finanças e Orçamento foram atingidos por um ciberataque em massa. Os hackers procuravam documentos relativos à presidência rotativa do G20 – grupo dos maiores países industrializados e emergentes – assumida pela França em novembro de 2010.

O ministro francês das Finanças, Francois Baroin, confirmou a notícia à rádio Europe 1, acrescentando que a "espetacular" investida foi "provavelmente" a primeira realizada contra o seu país, em tal escala. Ela dirigiu-se principalmente aos servidores e contas de e-mail do ministério. Baroin afirmou que os investigadores dispõem de pistas referentes aos ciberpiratas.

Segundo o secretário-geral do órgão, Dominique Lamiot, alguns documentos pirateados foram enviados a endereços de internet na China. "Mas isso não quer dizer muito", comentou. Nenhum dos aparelhos atingidos continha dados pessoais de contribuintes, e agora o Ministério das Finanças "fortaleceu decisivamente" seus sistemas de segurança informática, assegurou Lamiot.

AV/dpa/afp
Revisão: Alexandre Schossler

Leia mais