1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Governo estadual critica polícia de Colônia por "erros graves"

Secretário do Interior do estado onde fica cidade diz que atuação policial na noite de Ano Novo é "inaceitável" e confirma que quase todos os suspeitos das agressões contra mulheres têm "origem estrangeira".

default

Secretário do Interior de Renânia do Norte-Vestfália: "atuação policial inaceitável"

O secretário do Interior do estado alemão de Renânia do Norte-Vestfália, Ralf Jäger, afirmou nesta segunda-feira (11/01) que polícia de Colônia cometeu "erros graves" na noite de réveillon, devido à série de agressões sexuais contra mulheres ocorridas na cidade, localizada no estado. Jäger também confirmou que quase todos os suspeitos da série de ataques têm "origem estrangeira".

"A forma como a polícia de Colônia atuou na noite de réveillon é inaceitável", disse Jäger na Assembleia Legislativa local, numa sessão especial para discutir o ocorrido na virada do ano. O secretário confirmou que, de acordo com evidências até agora recolhidas, os atos foram cometidos principalmente por imigrantes, vindos principalmente do norte da África, mas também de países árabes.

Jäger criticou os policiais de Colônia por não terem pedido reforços, apesar da situação verificada naquela noite na estação central da cidade e nas proximidades, e embora o país todo estivesse em alerta devido ao temor de ataques terroristas. Ele lamentou também que o comunicado de imprensa emitido pelo chefe de polícia local no dia seguinte tenha descrito a situação da noite de Ano Novo como "tranquila" e a atuação policial como "boa".

Os incidentes em Colônia custaram o cargo do chefe de polícia da cidade, Wolfgang Albers, que foi afastado na última sexta-feira.

O ministro do Interior alemão, Thomas de Maizière, defendeu nesta segunda-feira o endurecimento da legislação vigente, devido à série de agressões sexuais e roubos em Colônia, e salientou ser preciso identificar logo os criminosos para puni-los.

As queixas policiais registradas em conexão com os incidentes de Ano Novo em Colônia subiram de 379 para 516 –, sendo que 40% delas são de fundo sexual –, enquanto, em Hamburgo, onde houve casos similares na mesma noite, elas já são 133, de acordo com a polícia.

Colônia registrou uma

série de agressões contra estrangeiros

na noite de domingo. Dois paquistaneses foram hospitalizados e um sírio teve ferimentos leves. A polícia investiga se os ataques são uma resposta de justiceiros aos crimes cometidos na noite de réveillon.

MD/dpa/rtr/efe/afp

Leia mais