1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Economia

Governo alemão introduzirá Linux e renunciará ao Windows

O governo alemão introduzirá o sistema operacional Linux nas redes de computadores da administração pública federal.

default

Governo alemão quer evitar a "monocultura" do Windows

O ministro alemão do Interior, Otto Schily, e o presidente da IBM Deutschland (a subsidiária alemã da multinacional americana), Erwin Staudt, assinaram em Berlim, nesta segunda-feira (03/06), um contrato de parceria para a introdução do sistema operacional Linux nas redes de computadores da administração pública federal da Alemanha. A IBM ficará encarregada não apenas do fornecimento do sistema operacional, mas também de aplicativos de código aberto, para serem rodados na plataforma Linux.

Na Alemanha, o Ministério do Interior é o responsável pelo planejamento e fornecimento de equipamentos, aparelhos e material de trabalho a todos os setores da administração federal alemã. Segundo o ministro Otto Schily, o sistema operacional de código aberto Linux permitirá não apenas às repartições e órgãos federais, mas também às administrações estaduais e municipais que aderirem ao sistema, a compra de software a preços módicos, eliminando também a dependência em relação à empresa americana Microsoft.

Schily afirmou que o plano de introdução do Linux também faz parte das medidas de segurança adotadas depois dos atentados de 11 de setembro e visa evitar o surgimento de uma "monocultura" no setor do processamento eletrônico de dados, que eventualmente poderia se tornar alvo fácil para sabotagens. A poupança na aquisição de sistemas operacionais e aplicativos é, segundo o ministro, um efeito colateral positivo. "Com isto, nós nos tornaremos pioneiros na criação de maior pluralidade no âmbito da tecnologia da informação", afirmou Schily.

Leia mais

Links externos