1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Governo alemão cria agência de combate ao doping

A nova agência de combate ao doping será financiada, principalmente, pelo governo federal. O ministro do Interior, Otto Schily, entretando, já apelou aos demais setores da sociedade para que contribuam com o projeto.

default

Atletas como o ciclista Jan Ullrich (foto) devem tomar cuidado: novo órgão de controle antidoping

O esporte e a política alemã se uniram para a criação da Agência Nacional Antidoping (NADA), trazendo mais esperança ao combate do uso de drogas que melhoram o desempenho do atleta.

Na cerimônia de fundação da agência, nesta segunda-feira (15), em Bonn, o ministro do Interior, Otto Schily, afirmou que a nova instituição reflete a seriedade do trabalho de combate ao doping na Alemanha. "Com a fundação da NADA, a Alemanha dá um grande passo à frente na campanha antidoping", discursou o ministro. A antiga capital política do país servirá de sede para a nova agência, que possui, como associação independente, um capital inicial de 6,6 milhões de euros.

Na cerimônia de apresentação da NADA também estiveram presentes Manfred von Richthofen, presidente da Confederação Alemã de Desportos (DSB), os presidentes do Comitê Olímpico Nacional (NOK), Walther Tröger, e da Comissão Antidoping (ADK), Ulrich Haas, além da prefeita de Bonn, Bärbel Dieckmann.

Suporte financeiro - O principal financiador da agência é o governo federal, com 5,1 milhões de euros. Os estados contribuirão com 1 milhão de euros, enquanto a cidade de Bonn com 380 mil euros. A Deutsche Telekom e o Deutsche Bank também prometeram contrubuir com um total de 1 milhão para os próximos anos. Schily expressou seu apreço e exortou todos os setores da sociedade e economia a se engajarem "no apoio financeiro ou com seu know-how em prol da Agência Nacional Antidoping".

Ulrich Haas acredita que a fundação da agência é de grande importância no campo das campanhas antidoping. Com esta iniciativa, a Alemanha entra na lista das nações líderes no combate às drogas no esporte. Em entrevista à emissora DeutschlandRadio Berlin, o presidente da ADK defendeu um incremento de medidas judiciais no setor. "Por vezes olho com inveja para a Itália, onde o direito penal oferece maiores possibilidades de abordar o assunto", relatou Haas.

A Comissão Antidoping, fundada em 1991, será extinta com a criação da nova agência, que será presidida inicialmente por Peter Busse. Até o outono deste ano, entretanto, a agência excercerá parcialmente suas atividades. Por causa do atraso nas reformas de um antigo prédio do governo, os funcionários só poderão ocupar seus novos escritórios em meados de outubro deste ano.

Leia mais