1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

Governador renuncia após série de escândalos

O governador da Saxônia, na Alemanha, Kurt Biedenkopf, oficializou agora a sua renúncia, que havia anunciado em janeiro por causa de várias acusações de mordomias e corrupção.

default

Governador Kurt Biedenkopf renuncia por causa de mordomias e corrupção

Depois de protagonizar uma série de escândalos, o governador da Saxônia, Kurt Biedenkopf, renunciou nesta quarta-feira (17), na metade de seu mandato. O político democrata-cristão, de 72 anos, começou a governar o Estado alemão em 1990, logo após a unificação da Alemanha. Após enfrentar pressões inclusive do seu próprio partido (CDU), ele entregou a chefia do governo ao presidente da Assembléia, Erich Iltgen.

Ao longo de seus onze anos e meio como governador, Biedenkopf protagonizou vários escândalos de corrupção no varejo. Entre eles, destacam-se o pagamento de faxineiras em sua residência privada com dinheiro dos cofres públicos e de um preço simbólico pelo usufruto de uma vila de alto luxo do Estado. O governador e sua esposa Ingrid costumavam também voar gratuitamente em aviões de amigos empresários e fez viagens igualmente grátis em cruzeiros de luxo.

A série de escândalos alcançou o ponto máximo quando chegou ao conhecimento público que o primeiro casal da Saxônia fizera "pressão branda" sobre o pessoal da rede de móveis populares Ikea para obter descontos. Além disso, o governador costumava levar guarda-costas pagos com o dinheiro do contribuinte para as suas viagens de férias particulares com a mulher.

Sob forte pressão do seu próprio partido e constantes acusações de corrupção por parte da oposição, o governador havia anunciado a sua renúncia em janeiro passado para este mês de abril. É tido como certo que o novo governador, a ser eleito pela Assembléia nesta quinta-feira (18), será o ex-secretário das Finanças, Georg Milbradt, de 57 anos, que Biedenkopf demitiu em 2001, por causa de discordâncias exatamente sobre a sucessão estadual.