1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Turismo

Going Underground: Berlim vista por baixo

Bunkers, túneis e arcadas atraem cada vez mais gente sob o asfalto das ruas de Berlim. Qual o grande fascínio que o mundo subterrâneo exerce sobre as pessoas?

default

Túnel da companhia de eletricidade de Berlim

As catacumbas de Paris e Roma, envoltas em sua aura de mistério, são uma atração turística há muito tempo. A juventude parisiense já investigara o mundo subterrâneo nos anos 80. Em Berlim, os primeiros desbravadores do underground urbano saíram da cena tecno, que fazia suas baladas ali desde meados da década de 90. Hoje é um público muito mais amplo que já conquistou os subterrâneos.

Hordas de visitantes

A associação Berliner Unterwelten (Subterrâneos de Berlim) registrou um grande aumento do número de visitantes. As visitas guiadas pelos bunkers de Gesundbrunnen até Am Blochplatz atraem de 200 a 300 pessoas todo sábado. São abrigos antiaéreos da Segunda Guerra.

"Talvez as pessoas queiram conhecer Berlim por baixo pelo fato de a cidade ter se modificado tão rápido na superfície", supõe o presidente da associação, Reiner Janick. E o que elas encontram lá? Labirintos com salas desertas e corredores com frias paredes de concreto. Na época da guerra, os caminhos eram indicados por faixas fosforescentes, para caso de blecaute. Os banheiros tinham espelhos de aço, a fim de impedir que as pessoas pudessem cortar os pulsos com vidro.

História de Berlim no subsolo

Quem foi obrigado a passar mais tempo do que queria em algum abrigo antiaéreo não volta de bom grado ao lugar do medo. Mas para satisfazer a curiosidade das gerações posteriores não faltam atrações. Nem é preciso descer até o subsolo. A exposição The Story of Berlin, no KuDamm-Karree, abre aos visitantes acesso ao mundo subterrâneo. O complexo de 1972 pode abrigar até 3500 pessoas em caso de emergência. "Desde os atentados de 11 de setembro de 2001 nos EUA, este assunto começou a ser levado muito mais a sério", afirmou a diretora administrativa do projeto, Heike Hachmeister.

A crescente demanda por visitas guiadas através dos subterrâneos de Berlim também é confirmada pela agência de gestão cultural de Eberhard Elfert, que organiza visitas guiadas e eventos sob as ruas da capital. "As pessoas ficam fascinadas quando o tempo parece congelado em certos lugares", constata Elfert. Outros, por sua vez, buscam apenas um refúgio em momentos de tensão.

À noite pela canalização

Até as companhias de transporte e de água de Berlim perceberam um maior interesse por suas tubulações subterrâneas. Os passeios noturnos por túneis geralmente estão lotados. Os visitantes têm que contar com uma longa espera se quiserem testemunhar - uma vez ao ano - a limpeza da canalização. "Minha teoria é que o interesse dos cidadãos é grande, pelo fato de eles entenderem cada vez menos como funciona a tecnologia", supõe o porta-voz da companhia de água berlinense, Stephan Natz.

Leia mais

Links externos