Goethe-SP terá espaço cultural na Vila Itororó | Cultura europeia, dos clássicos da arte a novas tendências | DW | 28.07.2016
  1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Cultura

Goethe-SP terá espaço cultural na Vila Itororó

Instituto oferece apoio financeiro para pessoas e coletivos que queiram ocupar por um mês o espaço na Casa 8 da vila, que é tombada pelo patrimônio histórico e está localizada no bairro Bela Vista, na capital paulista.

A Vila Itororó no bairro Bela Vista, em São Paulo

A Vila Itororó no bairro Bela Vista, em São Paulo

O Instituto Goethe de São Paulo está selecionando dez projetos para o seu espaço de residência Goethe na Vila, localizado na Vila Itororó, no bairro Bela Vista. O Goethe oferecerá apoio financeiro de até 12 mil reais para cada projeto escolhido, que ocupará o espaço de residência durante um mês.

A intenção do instituto cultural alemão é transformar o espaço de residência Goethe na Vila num local para projetos culturais sem fins lucrativos. O objetivo, segundo o instituto, é "potencializar e diversificar a participação de pessoas e coletivos interessados no espaço", com projetos que "se empenhem na dinamização e na experimentação" do local.

Os projetos serão selecionados por um júri e deverão ser executados de fevereiro a dezembro de 2017. Segundo o Instituto Goethe, eles podem abordar "desde as políticas do espaço, a relação centro-periferia, o processo de gentrificação até narrativas singulares e a maneira como o espaço compõe uma dinâmica urbana global e ampla".

As inscrições podem ser feitas até 28 de agosto e são livres para qualquer disciplina ou área das artes e da cultura. Regulamento, formulários e mais informações estão disponíveis no site www.goethe.de/saopaulo/goethenavila.

A Vila Itororó é um conjunto arquitetônico de 37 edificações construídas nos anos 1920 e tombado pelo patrimônio histórico e cultural de São Paulo. Em 2006, a vila foi decretada área de utilidade pública, tendo sido desapropriada pelo governo do Estado e pela prefeitura para fins culturais.

AS/ots

Leia mais

Links externos