1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Futebol

Gesto de Dani Alves inspira campanha nas redes sociais contra racismo

Respondendo a apelo do atacante Neymar, internautas e personalidades se solidarizam e postam mensagens por tolerância racial. Lateral do Barcelona comeu banana jogada no campo durante jogo do campeonato espanhol.

A presidente Dilma Rousseff elogiou nesta segunda-feira (28/04), pelo Twitter, a atitude do jogador brasileiro Daniel Alves, que durante uma partida pelo Barcelona foi vítima de racismo e gerou uma onda de solidariedade nas redes sociais.

No episódio, o lateral-direito da seleção brasileira se preparava para cobrar um escanteio, quando viu uma banana, jogada da arquibancada, caída no gramado. O jogador pegou a fruta, descascou e comeu, batendo o escanteio logo em seguida. "Estou na Espanha há 11 anos e há 11 anos é dessa maneira. Temos de rir dessa gente atrasada", comentou o lateral após o jogo.

"O jogador Daniel Alves deu uma resposta ousada e forte ao racismo no esporte. Diante de uma atitude que infelizmente tem se tornado comum nos estádios, Daniel Alves teve atitude", escreveu a presidente em sua conta pessoal no Twitter.

A presidente voltou a defender o combate ao racismo no futebol e disse que a Copa do Mundo, que o Brasil vai sediar a partir de junho, terá como bandeira o enfrentamento da discriminação racial. "Vamos mostrar que nossa força, no futebol e na vida, vem da nossa diversidade étnica e dela nos orgulhamos. #CopaSemRacismo", escreveu.

Ela se referiu à campanha #somostodosmacacos, lançada por Neymar em apoio a seu colega de clube e seleção. O atacante postou nas redes sociais uma foto sua com uma banana ao lado do filho, Davi Lucca. O menino aparece abraçado a uma banana de pelúcia. "É uma vergonha que em 2014 exista o preconceito. Tá na hora de a gente dizer um chega pra isso!", escreveu Neymar.

Gesto repetido por milhares de internautas

O gesto foi repetido por milhares de internautas, entre eles personalidades como o casal de apresentadores Luciano Huck e Angélica, o jogador argentino Sergio Agüero, em foto comendo banana junto à atacante Marta, o ex-lateral Roberto Carlos e a cantora Ivete Sangalo.

"Uma banana pro racismo! Infelizmente, esse não é um problema que se restringe apenas à Espanha. É um mal que mancha o esporte e a sociedade em geral em todo o mundo", escreveu nas redes sociais o atacante Fred, do Fluminense e da seleção.

O ex-jogador britânico Gary Lineker, que já jogou pelo Barcelona, postou em sua conta no Twitter após a partida: "Reação absolutamente brilhante de Alves. Tratou o idiota racista com desdém completo!"

O Barcelona defendeu nesta segunda-feira a atitude do lateral brasileiro. "Queremos expressar completo apoio e solidariedade ao nosso jogador Dani Alves, depois do insulto que ele recebeu", ressaltou o clube catalão.

Em comunicado oficial, o Barcelona também elogiou a condenação do Villareal. O clube rival colocou uma mensagem no Twitter afirmando ser uma "pena existir um ignorante capaz de tal ato lamentável". "Não há lugar para isso no esporte e muito menos no nosso clube", diz a nota.

O Villarreal ainda localizou o torcedor que jogou a banana ao campo no domingo e anunciou nesta segunda-feira que proibirá sua entrada para sempre no estádio El Madrigal. Daniel Alves se disse surpreso com a dimensão da reação dos amigos, colegas e torcedores.

"Não sabia que um ato espontâneo geraria tanta repercussão. Fico feliz em poder contribuir nessa luta, estamos no século 21 e essas coisas não deveriam existir mais", disse o jogador, citado pelo site da CBF. "Devemos combater com o nosso jeito brasileiro de ser, fazer com que os racistas se sintam envergonhados."

MD/afp/ebc/ap/dpa

Leia mais