1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Alemanha

Gerenciador de domínios ".de" comemora dez anos

Com uma década de existência, o gerenciador de domínios .de contabilizou, no último mês, um número recorde de registros. Os domínios que terminam com a abreviatura da Alemanha estão em segundo lugar no mundo.

default

Denic: 300 mil novos registros em apenas um mês

Há dez anos, o acesso à internet era coisa para “iniciados”. Hoje, na Alemanha, tornou-se parte da vida cotidiana. E quem pretende ter seu próprio website no país, dá preferência, na maioria das vezes, a um domínio com a terminação ".de" – a abreviatura do nome do país no idioma nacional (Deutschland).

Para administrar esses domínios, foi criado em 1994 o DE Network Information Center (Denic), com sede em Frankfurt. O Denic inclui em seu banco de dados todo aquele que registra um domínio com terminação .de.

Ao mesmo tempo, é também possível consultar o website do Denic, para verificar quais domínios “já têm dono” e quais não. No país, há hoje aproximadamente 7,5 milhões de domínios .de registrados, administrados na sede do Denic em Frankfurt por 80 funcionários.

Os domínios .de ocupam o segundo lugar no ranking mundial, precedidos apenas pelos .com (comercial). Isso se dá porque Estados Unidos ou França, por exemplo, dão preferência aos domínios com terminação .com que à abreviatura do nome do país (.us ou .fr).

A vez do trema

Em março último, pouco antes da comemoração dos dez anos de existência, o Denic contabilizou um número recorde de registros novos. O motivo: pela primeira vez, torna-se possível no país registrar domínios que incluam sinais gráficos especiais, como acentos ortográficos. No caso dos alemães, a grande novidade é poder utilizar o trema na grafia dos domínios.

“Muitos criticaram que usar sinais ortográficos ou símbolos nacionais nos domínios seria um retrocesso rumo a uma divisão da rede em pequenos estados, mas a procura por tais domínios mostra que não é bem assim”, afirma Klaus Herzig, porta-voz do Denic.

Somente em março último, o gerenciador dos domínios .de contabilizou o número recorde de 300 mil novos registros, sendo que 200 mil destes contêm sinais ortográficos. Até então, o mês de registros recordes para o Denic havia sido março de 2000, no ápice do boom da internet, quando o gerenciador alemão chegou a incluir 240 mil novos registros em seu banco de dados. Um mês “normal” para o Denic recebe cerca de 100 mil registros.

Abertura para outros alfabetos

Com o uso do novo padrão IDN (Internationalized Domain Name), tornou-se possível incluir nos nomes dos domínios não só os sinais ortográficos do alfabeto latino, como também letras, símbolos e ideogramas de idiomas como o russo, árabe, chinês ou japonês.

O Denic, no país, passou a permitir a inclusão de 92 sinais especiais, ao contrários dos gerenciadores na Áustria e na Suíça, que só incluíram 30 novos caracteres antes não aceitos na grafia dos domínios.

Simples e barato

O Denic é uma cooperativa sem fins lucrativos, o que faz com que registrar um domínio na Alemanha seja, em comparação com outros países, relativamente fácil e barato. Apesar disso, o gerenciador foi alvo de várias críticas em seus primeiros anos de existência.

Os usuários da “velha guarda” dos primóridos da internet, por exemplo, atacavam qualquer tipo de comercialização do uso da rede, acreditando na possiblidade de que esta pudesse sobreviver de forma democrática, sem nenhuma espécie de controle.

Leia mais

Links externos