1. Inhalt
  2. Navigation
  3. Weitere Inhalte
  4. Metanavigation
  5. Suche
  6. Choose from 30 Languages

Mundo

George W. Bush entra em ação na campanha de Jeb

Em comício na Carolina do Sul, ex-presidente defende caráter do irmão, pré-candidato republicano. Político também aproveita para criticar "retórica vazia" do rival Donald Trump, que lidera pesquisas no estado.

default

Jeb Bush (esq.) e George W. Bush na Carolina do Sul

Pela primeira vez, o ex-presidente americano George W. Bush fez campanha pelo irmão Jeb Bush, pré-candidato republicano à presidência, nesta segunda-feira (15/02). Num comício na Carolina do Sul, o ex-líder dos EUA afirmou que o irmão tem o temperamento e o caráter necessários para comandar o país.

"Já vi Jeb em ação. Ele será forte e firme quando confrontado com o inesperado", disse o ex-presidente.

A aparição do Bush mais velho na campanha pode ajudar Jeb a conquistar o apoio dos republicanos na Carolina do Sul, que apreciam o ex-presidente. No próximo sábado, o estado será o terceiro a realizar primárias presidenciais, após Iowa e New Hampshire. Ao mesmo tempo, a ingerência é arriscada, já que o ex-presidente deu início à guerra no Iraque, em 2003, que acabou sendo impopular entre muitos americanos.

George W. Bush, de 69 anos e que ficou praticamente de fora da política desde que deixou a presidência, em 2009, recebeu repetidos aplausos do maior público que Jeb Bush, de 63 anos, já reuniu em sua campanha.

Além de apoiar o irmão, o ex-presidente aproveitou para desencorajar eleitores a apoiarem o também pré-candidato do Partido Republicano Donald Trump. Sem mencionar o magnata por nome, ele deixou claro estar falando sobre ele, que usa uma retórica fervorosa em seus eventos de campanha.

"Estes são tempos difíceis, e sei que os americanos estão irritados, mas não precisamos de alguém no Salão Oval que espelhe e inflame a nossa irritação e nossas frustrações", disse George W. Bush. "Força de verdade não é uma retórica vazia [...] Força de verdade vem da integridade e do caráter. E, de acordo com a minha experiência, a pessoa mais forte não costuma ser a que fala mais alto."

Numa entrevista coletiva também nesta segunda-feira, Trump voltou a atacar a família Bush, insistindo que o ex-presidente carrega parte da responsabilidade pelo atentado de 11 de Setembro. "O World Trade Center foi derrubado durante o reinado de George Bush, certo? Foi o pior ataque da história dos EUA, pior que Pearl Harbor... Não estávamos seguros", disse o magnata.

Entre os pré-candidatos republicanos, Jeb apareceu em quarto lugar nas últimas pesquisas na Carolina do Sul, atrás de Trump, do senador do Texas Ted Cruz e do senador da Flórida Marco Rubio. Sobre as primárias no estado, Jeb afirmou que "sábado será uma surpresa".

LPF/rtr/afp/ap

Leia mais